Escrito por 09:00 Comportamento, Marketing Digital

Qual o papel da mulher no mercado de trabalho de marketing?

Uma mulher de braços cruzados e blusa laranja confiante no mercado de trabalho.

Vamos conversar sobre o papel da mulher no mercado de trabalho? Olhe ao redor: quantas mulheres têm no seu setor? Quantas líderes? 

Antes de começar a responder essas questões, façamos um breve levantamento histórico. As conquistas das mulheres brasileiras são fatos recentes, falando em datas:

Linha do tempo das mulheres no mercado de trabalho.

Mas como será que esses direitos funcionam atualmente?

Como é a participação da mulher no mercado de trabalho? 

 Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou que, em 2019, 54,5% das mulheres (15 anos ou mais) integravam o mercado de trabalho no país, enquanto entre os homens da mesma faixa etária o percentual era de 73,7%.

O levantamento ainda mostrou que, no mesmo ano (2019), as mulheres se dedicaram aos cuidados de pessoas ou afazeres domésticos quase o dobro de tempo que os homens (21,4 horas semanais contra 11,0 horas).

Ou seja, as mulheres ainda não conquistaram a tão sonhada igualdade, tampouco a equidade nas mais diversas áreas – incluindo o mercado de trabalho; mas essa perspectiva vem mudando gradualmente ao longo dos anos e sendo discutida com mais intensidade no famoso 8 de março – dia internacional das mulheres.

De acordo com uma pesquisa do International Business Report da Grant Thornton, as brasileiras ocupam hoje 34% dos cargos de diretoria executiva nas empresas, 9% a mais do que em 2019, deixando o Brasil em 8º lugar no ranking de 32 países. 

Quais os setores promissores para as mulheres em 2021? Qual a atuação delas em cargos tidos como “profissão do ano”, como o marketing digital e tecnologia?

As mulheres no marketing!

Três mulheres no mercado de trabalho de mãos dadas em luta.

Conheça os principais números que orbitam em torno do papel da mulher no mercado de trabalho de marketing.

Pesquisas do Digital Marketing Institute apontam que as mulheres representam 30% do mercado de marketing digital brasileiro, sendo apenas 6,5% em cargos de liderança. Ou seja, as mulheres ainda estão em desvantagem em um mercado onde os homens ocupam 71,7% da força de trabalho. 

Já no setor de tecnologia no marketing de países como Estados Unidos, Índia, México, Espanha, Itália, Reino Unido, França, Austrália, Canadá e Holanda, segundo pesquisa realizada pelo LinkedIN, as mulheres ocupam 30,7% do mercado de marketing, sendo 20,6% em cargos de liderança.

Apesar de discretos, os números representam um avanço no papel da mulher no mercado de trabalho do setor. Se comparados com os índices de 10 anos atrás, os resultados podem ser considerados positivos e otimistas para o futuro da igualdade e equidade entre homens e mulheres.

Como a pandemia impactou a mulher brasileira no mercado de trabalho?

Vínhamos avançando ano após ano, até a chegada da pandemia. Claro que a crise atinge diferentes setores em todo o mundo, mas novamente as mulheres foram (e são) as mais prejudicadas. 

Confira alguns dados:

Infográfico sobre o papel da mulher no mercado de trabalho.

Além disso, com o acúmulo de funções, as mulheres acabam sendo mais cobradas e sentindo com maior intensidade os impactos da crise, não apenas no mercado de trabalho, mas também na saúde mental, física e na própria integridade.

Ainda há esperança!

Mulher no mercado de trabalho unidades para garantir os seus direitos.

Unidas, as mulheres são mais fortes! Conheça as mulheres que inspiram outras mulheres no marketing!

Apesar da crise, ainda há esperança! 

Os números das mulheres no mercado de trabalho, principalmente nas áreas de marketing e tecnologia, estão crescendo e temos boas referências ocupando cargos de liderança em empresas importantes. Conheça alguns casos inspiradores de mulheres no marketing:

1 – Luiza Helena Trajano

A Luiza do Magalu é uma referência de mulher estrategista. A empresária já foi reconhecida como Top Influencer do LinkedIn brasileiro em 2019, Personalidade do ano de 2020 pela Câmara do Comércio Brasil-EUA, foi a primeira mulher a receber o Prêmio Antônio Proost Rodovalho em 2001, concedido pela Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo; além de outros diversos prêmios na área. 

2 – Liliane Ferrari

A jornalista, consultora e professora de mídias sociais do UOL, Escola Cuca, E-commerce School, Quero Ser Social Mídia, Plugcitarios e eduK foi apontada como uma das 10 mulheres mais influentes da internet brasileira pelo iG. Além de tudo isso, Liliane também é palestrante e já desenvolveu projetos digitais para importantes marcas, como: TV Globo, Santander, Caixa, etc.

3 – Rachel Maia

A ex-CEO da Lacoste no Brasil tem um currículo que se destaca: líder na Tiffany & Co, CFO na Pandora e presidente do conselho consultivo da UNICEF no Brasil. Além de ocupar conselhos e ser colunista de revistas, como a Forbes.

4 – Gabriela Viana

Se você ainda não a conhece, procure conhecer! Gabriela é diretora de marketing na Adobe, com sólida experiência nas áreas de estratégia, planejamento, branding, etc. Não é para menos, em 19 anos de experiência, ela já passou por empresas como Google, Xiaomi e Motorola.

5 – Christiane Silva Pinto

Começou na equipe de recursos humanos e hoje é gerente de marketing do Google Brasil. Além de sua atuação no marketing, Christiane criou diversas iniciativas como o Afrogooglers e o Youtube Black Brasil.

6 – Ana Couto

Fundadora da agência que leva seu nome, Ana é referência em branding no Brasil e, após atingir esse marco, expandiu a oferta da empresa, promovendo um serviço integrado para as marcas.

7 – Ana Fontes

Ana é presidente da Rede Mulher Empreendedora, a primeira rede de apoio ao empreendedorismo feminino do Brasil, que conta com mais de 300 mil participantes. Uma grande influência para mulheres empreendedoras.

8 – Martha Gabriel

Não dá para falar das mulheres no marketing sem citá-la. Martha é autora do livro “Marketing na Era Digital”, além de outros 4 livros. Ela também é palestrante e compartilha sobre o assunto no Brasil e no exterior.

9 – Bia Granja

Se você trabalha com marketing digital, já deve ter ouvido falar do YOUPIX, né? Bia Granja é uma das co-fundadoras e já foi mencionada na lista de 100 brasileiros mais influentes pela revista Época. Segundo a revista Galileu, ela é também uma das 25 pessoas mais influentes da internet.

10 – Sheryl Sandberg

Sheryl ficou conhecida por lutar pelo fim da desigualdade de gênero no mercado de tecnologia. Ela é diretora de operações no Facebook, reconhecida como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela revista Time. Não para por aí! Ela também escreveu livros dando dicas para as mulheres no mercado de trabalho.

 

Estamos curiosos para saber: como é no seu ambiente de trabalho? Existem muitas mulheres no seu setor e nos cargos de liderança? E o que você pensa sobre o papel da mulher no mercado de trabalho?

E você mulher: o que você espera do mercado de trabalho de marketing e tecnologia para os próximos anos?

Gostou do conteúdo? Então, visite nosso Blog para ficar por dentro desse universo do marketing digital!

Sharing is caring!

(Visited 17 times, 1 visits today)
Tags:, Última modificação: 8 de junho de 2021
Fechar
shares