Escrito por 09:00 Estratégias

Planejamento de vendas online: 7 dicas práticas!

A conquista de novos consumidores e a fidelização durante a jornada de compra deve acontecer durante o ano todo, por isso, é necessário ter um planejamento de vendas ao longo do ano.

Segundo estimativa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em 2020, com a pandemia do novo corona vírus, as vendas pela internet ganharam força e com isso, o e-commerce cresceu cerca de 56,8% de janeiro a agosto, em relação ao mesmo período do ano anterior.

E as previsões para os próximos anos são otimistas para o setor, de acordo com levantamento do “The Global Payments Report 2021”, o e-commerce brasileiro pode atingir faturamento de R$314,8 bilhões em 2024, o que representa um aumento de 55,5% para os próximos anos. 

Portanto, investir em um planejamento de vendas online e em uma boa tecnologia de gestão de vendas faz total diferença para organizar o seu estoque, realizar melhorias em seu site, fornecer uma melhor experiência aos usuários e criar campanhas de marketing digital para conquistar mais clientes e maximizar resultados.

Se deseja saber mais sobre como fazer um bom plano de vendas, leia nossas dicas a seguir!

O que é planejamento de vendas e qual sua importância?

Plano de vendas é um documento que se constrói com informações sobre as metas  e quais caminhos são ideais para alcançá-las, visando organizar e preparar a equipe de vendas da sua empresa. 

Dessa forma, é possível saber quais ações e estratégias de marketing usar durante o processo de conquista até a conversão do usuário – e claro, não podemos esquecer do pós-venda!

Como fazer um planejamento de vendas?

Ilustração de pessoas em volta de uma mesa fazendo um planejamento de vendas

Veja a importância e como fazer um planejamento de vendas.

Agora que você já sabe o que é planejamento de vendas, vamos colocar a mão na massa e entender como introduzi-lo em sua estratégia. Vem com a gente!

1. Olhe para dentro

O primeiro passo para se pensar em um planejamento de vendas é olhar para o histórico de desempenho de vendas da sua empresa: qual a situação atual das vendas? Quais são os índices de vendas até o momento do plano?

Mapeie estes pontos para iniciar um planejamento de vendas o mais realista possível.

2. Entenda seu público alvo

Depois de avaliar o seu desempenho em outros anos, é a hora de olhar para seu público-alvo! Afinal, suas vendas são pensadas nele.

Na hora de montar o planejamento de vendas, é preciso fazer uma análise profunda sobre seus clientes, buscando coletar o máximo de informação possível.

Se possível, busque montar personas, dessa forma, as informações ficam ainda mais organizadas e de acordo com seu público. Assim, você vai saber qual é o comportamento dele e qual estratégia é a mais assertiva. 

3. Trace seus objetivos

Agora, você já sabe quem são as pessoas que deseja atingir, saiba aonde quer chegar e estruture objetivos considerando perspectivas macro e micro.

No plano de vendas, os objetivos macro devem estar de acordo com o cenário geral que deseja alcançar, isto é, o resultado final que sua empresa pretende atingir nas vendas, a partir de seu planejamento.

Enquanto os objetivos micro são os objetivos que você precisa alcançar em etapas, para que os objetivos macros sejam conquistados, ou seja, eles são o caminho a percorrer para a realização do plano de vendas.

Para te ajudar a pensar nesses dois objetivos, use a metodologia SMART:

SMART

Ilustração de uma pessoa segurando uma lâmpada, ilustrando uma boa ideia

O método SMART pode auxiliar seu planejamento ao otimizar alguns processos.

Este é um método que estabelece critérios para a definição de objetivos e metas, baseando-se em cinco fatores:

Specific (específico)

O primeiro passo dentro do planejamento de vendas é tornar seu objetivo mais específico. Por exemplo, definir uma meta como “aumentar minhas vendas” é pouco objetivo. Podemos então estipular algo como “aumentar as vendas em 10% em um período de três meses”. Assim, temos uma meta mais palpável.

Measurable (mensurável)

Tendo definido um objetivo específico, agora ele precisa ser mensurável, afinal é preciso conseguir acompanhar o desenvolvimento do objetivo e se ele foi alcançado ou não.

Por exemplo, se definirmos algo como “Posicionar minha empresa como uma das cinco mais importantes do segmento do varejo”, podemos considerar uma meta específica, mas não mensurável se não tivermos um ranqueamento que possamos acompanhar como base. 

Achievable (alcançável)

Apesar de parecer óbvio, é muito importante que seus objetivos sejam alcançáveis. Tenha o objetivo de de crescimento de seu negócio, mas neste momento se atenha ao que sua equipe pode alcançar dentro do seu planejamento.

Relevant (relevante)

Para esse ponto você deve se perguntar: por que essa meta é importante para sua empresa? Aqui, a relevância se relaciona com a motivação para alcançar determinado objetivo.

Um determinado objetivo pode ser importante, mas não relevante para o momento da sua marca. Leve isso em consideração.

Time-based (temporal)

O último passo dentro do planejamento de vendas é olhar para o calendário e definir um prazo. Sem ele, a procrastinação pode surgir e suas consequências não são positivas. 

Tente um cronograma com entregas menores, dessa forma, seu planejamento de vendas será ainda mais organizado e estruturado. 

Lembre-se que ajustes podem ser feitos ao longo da caminhada, por isso, não engesse os prazos. Os imprevistos acontecem e você precisa estar preparado para eles.

4. Monte estratégias para os seus planos de vendas

Ilustração de uma pessoa fazendo um planejamento de vendas usando de métricas

Sempre monte estratégias dentro do planejamento de vendas.

Você já tem em mãos  grande parte das etapas para criar seu planejamento de vendas. Agora, o próximo passo é montar uma estratégia de marketing. Ela é importante para melhorar a performance de vendas.

Você pode optar por estratégias voltadas para o inbound marketing, por exemplo, em que você cria conteúdos para atrair clientes em potencial, de acordo com etapa do funil de marketing em que eles estão. Lembre-se que é importante definir quem é seu público e montar as personas, para que esta etapa seja mais assertiva.

Mas, é possível pensar em outras estratégias, como o e-mail marketing, que convergem sua marca e o que ela pretende passar, confira nosso guia. Você pode usar da estratégia de outbound, em que sua marca se torna mais conhecida através da publicidade. Assim, você vai até seus clientes e não o contrário.

5. Faça alinhamentos

Antes de colocar o planejamento de vendas em ação, busque alinhar todo esse processo com as equipes que fazem parte dele, assim, todos sabem o que esperar desse plano. 

Criar expectativas altas e sem o conhecimento de todos só gerará frustrações, por isso, garanta que toda a equipe  conheça seu plano de vendas agreguem com esses objetivos – e que eles sejam, de fato, alcançáveis.

6. Invista em métricas

Ilustração de pessoa apresentando métricas e resultados

As métricas são a melhor forma de saber se o seu planejamento de vendas está funcionando ou não, de acordo com seus objetivos.

As métricas são a melhor forma de saber se o seu planejamento de vendas está funcionando ou não, de acordo com seus objetivos.

Seu planejamento de venda já está em ação? Está na hora de acompanhá-lo para saber se tudo está dando certo ou é preciso alguns ajustes. 

Separamos algumas métricas que podem te ajudar nessa análise: 

Taxa de conversão

Esta é uma métrica bem importante quando o assunto é vendas, porque é utilizada para mensurar os resultados de uma certa estratégia. Por exemplo, a taxa de conversão de novos clientes em potencial. 

Para calcular, é preciso dividir as conversões pela sua audiência:

400 clientes em potencial / 2.000 visitantes X 100 = 20% é a sua taxa de conversão de clientes em potencial.

Sempre faça o acompanhamento dessa métrica para entender se o seu planejamento de vendas está trazendo mais conversões ou não.

Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

O custo de Aquisição de Clientes (CAC) é uma métrica que indica o quanto seu negócio está investindo para a conquista de um novo cliente. 

Acompanhar se o CAC está aumentando ou diminuindo ajudará na definição e melhoria das suas estratégias de conquista do cliente ao longo do funil de vendas.

Return On Investiment (ROI)

A sigla ROI significa Retorno sobre Investimento. Por meio desta métrica sua empresa pode saber se está ganhando dinheiro com cada investimento realizado, indo desde campanhas, treinamentos, aquisição de ferramentas, a busca por novas estratégias, etc.

Por isso, veja se o seu investimento necessita de ajustes.

7. Invista em um bom sistema de gerenciamento.

Já que estamos falando de planejamento, segue mais essa dica!

O Bling é uma plataforma de gestão de vendas para o e-commerce e varejo, que cuida de todo o processo de venda dos seus produtos.

Com a plataforma, você conta com uma série de funcionalidades que vão ajudar muito nas vendas da sua empresa. Por isso, se você ainda não conhecia o Bling, esse pode ser o momento ideal.

E a All in em parceria com o Bling, criou com um cupom de 3 meses grátis para as novas contas criadas, que você pode conferir pelo link. Vale lembrar, que a promoção só se aplica para novas contas e que o cupom não acumula com outras promoções.

Agora que você já garantiu seu cupom de 3 meses grátis no Bling, que tal saber um pouco mais sobre as funcionalidades da plataforma?

Mais agilidade

Na plataforma  Bling, você faz todo o processo de venda dos seus produtos de forma muito mais ágil e prática, desde os processos financeiros até os operacionais, tudo 100% online. 

Maior integração

Na API do Bling, você encontra mais de 250 plataformas diferentes para integração, entre marketplaces, transportadoras e e-commerces. 

Mais facilidade para vender

Outras vantagens que com certeza vão te ajudar nas vendas:

  • Cadastro e controle de estoque para você ter tudo  bem organizado de forma prática
  • Bling conta digital, uma conta digital sem burocracia para você cuidar do financeiro da sua empresa;
  • Integração com os Correios e logística,  onde você pode imprimir as etiquetas de rastreio e acompanhar as entregas de forma automatizada; 
  • Controle total da movimentação de caixa, tanto da loja física quanto da loja virtual; além de controlar seu orçamento, usufruir da gestão financeira da sua empresa;
  • Cadastro de usuários, clientes, vendedores e fornecedores: foco total na organização!
  • Automatização  do processo de vendas por meio de aplicativo de mensagens;
  • E crie boletos que podem ser enviados a seus clientes por e-mail, controlando o recebimento por meio de forma automática com o Moip.

Deu pra ver que são muitas vantagens, né? Afinal, com um bom planejamento de vendas você com certeza vai elevar ainda mais o nível do seu negócio.

Coloque seu planejamento de vendas em ação!

Agora que você já sabe tudo sobre um bom plano de vendas e como colocá-lo em prática, é hora de introduzir essa estratégia em seu negócio. Lembre-se de definir metas claras e que façam sentido para sua marca, ok?

E lembre-se também que você sempre pode contar com a All in e seus parceiros para trazer as melhores soluções e resultados para você. 

Acompanhe nosso blog e não perca nenhum dos nossos conteúdos exclusivos!

Clique aqui para conhecer mais sobre as nossas soluções para melhorar a sua estratégia de marca.

(Visited 812 times, 1 visits today)

Sharing is caring!

Última modificação: 13 de julho de 2022
Fechar