Escrito por 09:00 Estratégias

Entenda o que é CTA e como usar

Se você está minimamente inserido no mundo do marketing digital, com certeza já ouviu falar sobre o que é CTA, certo? O termo já se popularizou e é amplamente utilizado no mercado, mas você sabe como usá-lo de maneira efetiva? 

Ao tentar estimular seu cliente a executar uma ação de seu interesse, é preciso pensar em uma estratégia para que esse comando seja efetivo. Ele condiz com o momento em que o cliente está? Essa ação faz sentido agora? São alguns exemplos de questionamentos que podem nos ajudar a encontrar a melhor opção.

E é isso e muito mais que você aprende agora. Acompanhe o conteúdo exclusivo que a All in preparou para você!

Entenda o que são os CTAs

A sigla significa “call to action”, ou seja, chamada para ação, e direciona o usuário a executar ações dentro do seu planejamento. O CTA pode ser usado de diferentes formas, entretanto, ele é muito mais do que apenas um comando.

O uso de CTAs é uma verdadeira oportunidade de gerar ações e leads. Ele serve para encaminhar o leitor para uma seção do conteúdo ou para um link , incentivando-o a avançar no funil ou conhecer mais sobre sua marca.

Veja alguns dos exemplos mais comuns:

  • Assine nossa newsletter
  • Siga nossas redes sociais
  • Baixe o ebook
  • Fale com um consultor

Em geral recomenda-se usar verbos no imperativo no início desses botões, para que indique a ação que esperamos de acordo com o objetivo do botão.

Você já usou ou clicou em algum desses? Você, como usuário, já notou algum tipo de CTA que te atrai mais? Compartilhe com a gente nos comentários!

Aprenda agora a construir ótimos CTA’s!

Ilustração de pessoas anunciando online, exemplificando o uso de CTAs

Sabendo o que é CTA e como usar, podemos afetar positivamente os resultados!

Agora, você já sabe o que é CTA e que utilizá-lo é uma ótima forma de guiar o seu leitor para a próxima fase da jornada de compra.

Entretanto, também é preciso uma estratégia para escolher o CTA perfeito para a ação que você quer sugerir, por isso, existem algumas coisas que você precisa considerar. Então segue a lista e anota aí!

Considere o estágio no funil de vendas

Cada etapa do funil pede por uma ação diferente, por isso, é fundamental conhecer profundamente a jornada de compra do usuário e a sua persona para garantir que as etapas estão sendo seguidas conforme planejado. 

Com isso, tenha em mente que quando o usuário está no início do funil, é mais interessante trabalhar com um chamado que o leve para conhecer a marca e o que você pode oferecer. Por exemplo, “baixe o ebook gratuitamente” pode ser uma boa opção para compartilhar um conteúdo rico e introduzir a marca ao leitor. 

Se o usuário já avançou no funil e tornou-se um lead, é hora de avançar também com o CTA, experimente algo como: “fale com um consultor” ou “faça um orçamento”. 

E, claro, quem já é cliente também precisa de estímulos, que tal oferecer uma promoção ou condições especiais? “Clique agora e resgate 20% de desconto em sua próxima compra”, por exemplo, estimula uma nova compra com condições especiais para quem já está com você. É fundamental considerar o estágio do funil para fazer valer o objetivo do CTA.

Conheça sua persona

Ilustração de objetos representando hobbies, localização, forma de acesso

Entenda do que seu cliente gosta e como impactá-lo na hora certa!

Nunca é demais lembrar: é imprescindível conhecer a sua persona! Quem é o público com quem você conversa? Como você separa essas pessoas – pelos interesses e hobbies, pelo status social?

Se, por exemplo, você trabalha com um blog na sua marca e lá tem conteúdo para diferentes tipos de consumidores, é importante pensar em CTA’s diferentes, de acordo com o público para qual esse conteúdo é direcionado. 

Hipoteticamente, você tem um blog sobre bicicletas: um CTA de “3 equipamentos essenciais para pedalar” é interessante em um conteúdo voltado para iniciantes, como pessoas que iniciaram agora suas pesquisas sobre o assunto, com linguagem fácil e contexto introdutório – apresentando a solução para o usuário de forma geral, sem vender a sua marca logo de cara. 

Já em um conteúdo para leitores com mais conhecimento e que já tem essa atividade como hobbie, algo como “5 dicas para aumentar sua quilometragem” seria mais apropriado e efetivo. 

Faz sentido para você? A ideia aqui é ir além do “clique aqui” ou “conheça agora”, afinal, se você já tem conhecimento sobre a sua persona, pode ser mais específico e personalizado – o que também ajuda na conversão!

Escolha o objetivo de seu CTA

Como diz o próprio nome, o call to action foi criado para direcionar o usuário a fazer uma ação. É claro que o leitor age por sua própria vontade quando está navegando em sites ou blogs, mas existem diversas ações que podem ser sugeridas.

Por isso, é preciso escolher qual o grande objetivo do seu CTA – lembre-se que esse objetivo está atrelado ao seu planejamento e as metas que você desenhou para o negócio e funcionarão de forma integrada.

  • Leads: se o seu objetivo é aumentar os leads, você pode trabalhar com CTA’s que levem para essa conversão: baixe agora, responda a pesquisa, inscreva-se na newsletter, cadastre-se, etc.
  • Interações: o CTA também pode ser usado para aumentar suas interações tanto em um blog, como nas redes sociais: compartilhe nos comentários, marque um amigo, salve esse post para ver depois, compartilhe com alguém…
  • Tráfego: já pensou usar um CTA para gerar tráfego para outra página? Você pode fazer isso através de hiperlinks em seu blog ou em landing pages, por exemplo. Alguns exemplos amplamente utilizados para você se inspirar são: conheça nosso site, visite o nosso canal, saiba mais em nosso blog, etc. 

Uma chamada para ação pode cumprir diferentes objetivos, por isso, é importante entender o que é CTA e quando usá-lo de maneira efetiva, de acordo com as suas metas, tanto de planejamento digital, quanto de marca.

Comece a criar CTAs estratégicos agora mesmo!

Ilustração de balões de CTA

Escolha atentamente qual CTA usar em cada situação!

Você já sabe o que é CTA e a importância de integrá-lo ao seu planejamento, então agora é hora começar a criar e colocá-los em prática. Vamos lá?

Para isso, tenha em mente 3 fatores fundamentais:

  • Senso de urgência: o CTA pode gerar o gatilho de urgência e/ou escassez, é uma oportunidade única que o usuário precisa aproveitar. Pense nisso ao criá-lo para uma promoção ou oferta, por exemplo.
  • Capriche na escrita: para criar o seu CTA, é importante conhecer os gatilhos mentais e estratégias de copywriting para garantir que ele atenda os objetivos e seja efetivo. 
  • Design: além da escrita, você também pode investir nos princípios de design para tornar o seu CTA mais atrativo. Preocupe-se com as cores, elementos e experiência do usuário, lembre-se que é preciso se destacar, mas respeitando os princípios do design e do guide da marca.

Outro ponto a se considerar é olhar para você como usuário: você clicaria nesse CTA que acabou de fazer? É um botão atraente, objetivo e de fácil compreensão? Se você respondeu sim a essas questões, é hora de começar a criar os seus CTA’s e colocá-los em prática!

Faça testes, entenda como a sua audiência reage e sinta os resultados. Lembre-se que o público passará por um período de aprendizagem e nenhum resultado é imediato, por isso, observe, analise, monitore e faça as alterações necessárias para continuar aperfeiçoando suas estratégias. O fundamental é não haver nenhum tipo de dúvida sobre o que o CTA sugere, combinado?

Não perca essa oportunidade!

Viu só como funciona?

Você pode aprender muito mais sobre marketing digital com a All in! Temos diversos materiais que vão te ajudar a conhecer as melhores soluções e ferramentas para o seu negócio. 

Quer ver? Aprofunde-se agora!

Clique e descubra mais sobre possíveis soluções para otimizar os resultados da sua marca.

(Visited 41 times, 1 visits today)

Sharing is caring!

Última modificação: 5 de julho de 2022
Fechar