Pessoa pesquisando o que é marketing de relacionamento, exemplos e dicas.

Escrito por 09:00 Estratégias

Criando sua estratégia de Marketing de Relacionamento: Exemplos

É muito bom  ser ouvido, principalmente quando estamos falando da relação consumidor e marca, concorda? Você que está lendo esse texto, ao comprar um produto, não espera que a marca te dê atenção, suporte e se comunique de forma clara e objetiva? 

Do lado do empreendedor, a comunicação e o relacionamento também são essenciais para as marcas, afinal, é por causa do cliente que a empresa existe, e é através dos seus feedbacks que é possível identificar pontos fortes e de melhorias, além de diversos outros fatores.

Enfim, nesse cenário, criou-se o marketing de relacionamento. Você conhece o conceito? Sabe o que significa e como funciona? Então vem com a gente que aqui temos exemplos de marketing de relacionamento para te ajudar!

O que é o marketing de relacionamento?

Pessoas pensando em estratégias de marketing de relacionamento.

Quer um marketing efetivo? Sem pira, a All iN te mostra alguns exemplos de marketing de relacionamentos para te ajudar nessa!

O marketing de relacionamento refere-se a um conjunto de estratégias e práticas que tem como objetivo aproximar os consumidores da marca, criando conexão, estreitando relacionamentos e até pensando em conquistar clientes fiéis e leais à marca.

O marketing de relacionamento vai além de criar um canal de comunicação com o usuário, o intuito é realmente estabelecer uma conexão e uma relação com o consumidor, fazendo com que ele confie na sua marca e trabalhando estratégias de fidelização para torná-lo não só leal, mas também um brand lover da sua empresa.

Exemplos de benefícios do marketing de relacionamento

Quais são os benefícios do marketing de relacionamento e por que ele é importante para a sua empresa? Separamos algumas vantagens para você conhecer:

  • Melhora na comunicação: aproximando-se dos usuários, leads e consumidores da sua marca, você consegue melhorar a sua comunicação e direcioná-la com base nas necessidades dos próprios clientes.
  • Aumento do engajamento: levando em consideração que você conhece e tem um bom relacionamento com os consumidores, consegue criar calendários de comunicações e ações mais assertivas, aumentando o engajamento dos seus canais com conteúdos que os usuários estão realmente interessados.
  • Aumento da conversão: é quase que uma consequência, concorda? Você conhece melhor os seus consumidores, consegue engajá-los de forma orquestrada e planejar ações mais efetivas, com base nas diversas informações que recebe a todo instante.
  • Retenção e fidelização: quando você estabelece uma relação de confiança com o cliente, é possível criar ações de fidelização também. Assim você não aumenta apenas a retenção, mas cria um consumidor fiel e que pode até ajudar nas recomendações e divulgações da sua empresa.
  • Ciclo de vendas: o marketing de relacionamento também colabora otimizando o seu funil de vendas e tornando o seu ciclo de vendas mais objetivo e até mais curto, em alguns casos.
  • Personalização: um dos grandes benefícios do marketing de relacionamento é a possibilidade de personalizar a comunicação que você faz para seus clientes. Levando em consideração que você tem uma relação com os consumidores, é mais fácil criar segmentações e comunicações personalizadas, de acordo com as suas necessidades e gostos.

E aí, curtiu os benefícios da estratégia? Qual o mais relevante para o momento do seu negócio? Agora, veja outros aspectos do marketing de relacionamento: exemplos e como aplicar na sua realidade!

Marketing de relacionamento: exemplos e ideias

Pessoas conversando e segurando peças de um quebra cabeça que representam as informações e passos necessários para elaborar uma estratégia de marketing de relacionamento.

Depois de alguns exemplos de marketing de relacionamento você vai ver que implementá-lo é mais fácil do que parece!

Existem diversas maneiras de colocar o marketing de relacionamento em prática, por isso, separamos alguns exemplos que podem te ajudar nesse processo. Dá uma olhada:

E-mail marketing 

Algumas pessoas podem até pensar que o tempo do e-mail marketing já passou, mas a ferramenta continua sendo uma das principais maneiras de se comunicar com os usuários e, principalmente, de criar um canal de contato próximo e personalizado. 

Isso porque através do e-mail marketing é possível criar segmentações altamente específicas, compartilhar conteúdos promocionais, institucionais e até educacionais. Além da possibilidade de personalização de cada uma das suas comunicações.

Programas de fidelidade

s estratégias de programas de fidelização são um dos pontos fortes do marketing de relacionamento. Normalmente, você encontra esse tipo de ação em supermercados, lojas e companhias aéreas, que oferecem descontos, prêmios e outros benefícios para os usuários que fazem compras recorrentes com a marca. E é possível criar programas de fidelidade no online e offline, basta criar um planejamento que ajude na estruturação da mecânica e acompanhamento.

Redes sociais

Esse é o princípio básico de todas as redes sociais: gerar conexões e incentivar as relações. E a sua marca também pode (e deve) usá-las para esse intuito! Vá além das vendas, invista em conteúdos educacionais, inspiradores e criativos, de acordo com o seu nicho. 

As redes sociais são poderosas ferramentas que dão voz para o público e elas podem ser muito benéficas (ou não) para o seu negócio, por isso, é fundamental ter uma estratégia e uma equipe específica e especializada para cuidar desses canais. É através das redes que criam-se brand lovers ou haters das empresas, então capriche e cuide das suas.

Atendimento de qualidade

Não dá para negar, um atendimento de qualidade é o ponto alto de qualquer estratégia, principalmente quando falamos de exemplos de marketing de relacionamento. Por isso, ressaltamos aqui a importância de um atendimento humanizado, eficiente e empático. 

Os clientes querem se sentir ouvidos e saber que você realmente está buscando uma solução para o problema ou dúvida que ele tem. Mostre que o seu consumidor não é só mais um número, mas que você realmente se importa com os seus apontamentos e feedbacks.

Lembre-se: manter um cliente pode ser até 7x mais “barato” do que conquistar um novo.

Mas e agora? Como aplicar tudo isso?

Mulher mexendo no celular com uma expressão feliz porque foi impactada por um marketing de relacionamento bem feito.

Com esses exemplos de marketing de relacionamento você vai criar estratégias muito mais efetivas e ganhar, cada vez mais, o coração dos seus clientes!

Se interessou pela estratégia de marketing de relacionamento, exemplos e benefícios e, agora, está disposto a implementá-la em seu negócio? Nós também temos dicas para te ajudar nessa jornada:

1 – Público

Esse é o ponto principal para estruturar uma jornada de marketing de relacionamento. Você precisa saber com quem você está falando e se essa pessoa é é o seu público em potencial. Entendendo isso, você pode começar a criar sua persona e compreender detalhadamente quais são as dores, necessidades e preferências desse público. 

Lembre-se que a persona ajudará você a visualizar quem é o seu cliente ideal e como essa comunicação pode ser mais humanizada.

2 – Organize-se

O marketing de relacionamento não é uma estratégia que tem uma implementação imediata. É preciso tempo, consistência e organização para conseguir colocar todas as fases da estratégia em prática. Por isso, é fundamental que você crie um cronograma focado em tudo que você fará, inclusive a longo prazo. 

Um relacionamento não se cria da noite para o dia, certo? É preciso estabelecer um contato constante, como uma régua de nutrição, por exemplo. Pense nisso!

3 – Feedbacks

Esteja disposto a ouvir o que os seus clientes têm a dizer sobre o seu negócio. Os feedbacks são fundamentais para entender a opinião de quem realmente se relaciona com a sua marca. Essa é uma das maneiras mais efetivas de entender a visão que as pessoas têm da sua empresa e onde você pode melhorar. 

Ah, além dos consumidores finais, você também pode experimentar ouvir as opiniões do público interno, como colaboradores e fornecedores.

4 – Acompanhamento

Lembra que a estratégia é a longo prazo? Então é fundamental que você faça um acompanhamento constante das suas estratégias para entender o que está funcionando, o que precisa ser ajustado e o que pode melhorar no decorrer do processo. 

Além de entender a performance das suas estratégias atuais, o acompanhamento constante também permite que você faça testes para entender o que funciona melhor com o seu público. Não deixe a mensuração para depois, ela é parte fundamental do processo de aprendizagem e implementação dessa e de outras estratégias de marketing.

E agora, você está pronto para implementar o marketing de relacionamento no seu negócio? O que te chamou mais atenção na estratégia? Compartilhe com a gente nos comentários!

E não esqueça que sempre que precisar de ajuda analítica para entender qual a melhor estratégia para o seu negócio, você pode contar conosco clicando no banner!

 

Clique aqui para entrar em contato com a All in e conhecer as diversas soluções que temos para seu negócio.

(Visited 234 times, 1 visits today)

Sharing is caring!

Tags:, Última modificação: 30 de junho de 2022
Fechar