Homem olhando para o celular tentando entender o que é antiphishing

Escrito por 09:00 Marketing Digital

Filtro antiphishing: garantindo a segurança dos seus dados

Confira o que você precisa saber para manter os seus dados em segurança com o filtro antiphishing. 

Você já recebeu algum e-mail estranho do banco com erros de digitação e pedindo para você informar algum dado ou clicar em algum link? Cuidado, você pode estar correndo o risco de phishing. O phishing pode roubar dados privados dos usuários através de e-mails, ligações, SMS e até redes sociais.

A técnica é uma das mais antigas fraudes da internet e ainda traz riscos à sua segurança, mas não se preocupe! A All iN preparou um conteúdo completo sobre o tema para ajudar você a proteger suas informações com o antiphishing! 😉

O que é phishing e antiphishing? 

O nome phishing sugere algo como “pescar informações”, sendo um tipo de golpe que usa truques de engenharia social através da telecomunicação para obter dados das vítimas. 

Normalmente, o golpe acontece por e-mail, mas também pode ocorrer por meio de outros canais, como pop-ups, chamadas telefônicas e até WhatsApp. O phishing visa coletar informações dos usuários para vender ou até usá-las em esquemas de extorsão, furto de identidade, etc.

Mas calma! Para todo o problema, há uma solução e é por isso que existe o antiphishing. Sendo uma espécie de filtro que protege os seus e-mails de possíveis golpes, o antiphishing detecta e-mails comparando informações com bancos de dados conhecidos por serem utilizados em ataques, além de procurar palavras-chave típicas utilizadas nos golpes.

Como funciona o golpe usando phishing

Homem roubando dados de pessoas que não usam o antiphishing

O antiphishing ajuda você a identificar os variados tipos de phishing, evitando que caia em golpes.

Os criminosos enviam comunicações buscando induzir o usuário a clicar em um link, preencher algum dado ou baixar algum anexo, por exemplo. E, com o uso das redes sociais, os golpistas têm ainda mais informações das vítimas, podendo personalizar o ataque com base em informações reais e até necessidades, dores e desejos do usuário, facilitando que o golpe tenha sucesso.

Agora que você conhece algumas das abordagens comuns do phishing, confira e fique atento:

Phishing por e-mail

O phishing por e-mail ou “blind phishing” acontece por meio de e-mails enviados em massa. Através desse canal, os criminosos normalmente usam assuntos atrativos e que gerem curiosidade para o leitor clicar. No corpo do e-mail, podem ter links, solicitações de informações ou arquivos para a vítima fazer o download.

Fique atento quando receber e-mails de “problemas ou atraso na fatura”, “alerta do banco”, “pedido de ajuda” e “informações urgentes” ou “prêmios”, esses são alguns dos temas mais comuns utilizados pelos criminosos para “pescar” suas informações.

Phishing por sites

O phishing por sites pode acontecer através de pop-ups que induzem o usuário a fazer qualquer ação ou por meio de sites falsificados, ou seja, os criminosos recriam sites conhecidos para você inserir suas informações de login e captar seus dados. Fique sempre atento à URL, às informações do site e ao certificado de segurança do domínio.

Phishing por SMS

Ou “smishing”, esse tipo de golpe acontece via mensagem de texto, mas o princípio é o mesmo: um link para você baixar um malware em seu celular e roubar suas informações. Sabe aquele “você ganhou um prêmio” ou “temos uma oportunidade para você?” Existem grandes chances de ser um smishing.

Phishing por mensagem de voz

Conhecido também como “vishing”, o golpe aqui acontece por ligação. As chamadas podem ser automatizadas ou com os próprios criminosos que vão tentar convencer a vítima a passar informações pessoais. Ligações fingindo ser do banco, por exemplo, e pedindo para o usuário digitar a senha da conta são extremamente comuns no vishing.

Phishing por redes sociais

Também é possível, sabia? Você pode não ter reparado, mas provavelmente já recebeu algum link suspeito dos seus amigos no Facebook ou até uma solicitação de amizade de alguém desconhecido sem fotos. As redes sociais também se tornaram poderosas ferramentas para os criminosos praticarem phishing.

Benefícios do antiphishing

Mulher mostrando computador protegido pelo antiphishing

O antiphishing evita que suas informações sejam roubadas ao bloquear o acesso dos criminosos aos seus dados!

Até aqui, você já deve ter entendido a importância do antiphishing, né? Existem alguns softwares e configurações que agem como antiphishing, tentando identificar conteúdos em sites, e-mails e outros canais que podem ser nocivos aos seus dados. Normalmente, quando o software identifica algum perigo, ele envia uma mensagem ao usuário e confirma se ele quer prosseguir com a navegação, mesmo ciente dos perigos.

Alguns navegadores já possuem antiphishing e antimalware instalados automaticamente, mas outros ainda precisam dessa instalação manual e é isso que você aprende agora! 😎

Mas, e agora? Como configurar o antiphishing?

Se o seu navegador padrão não conta com antiphishing configurado, vá até às configurações do seu navegador preferido e busque informações relacionadas a filtros anti-spam. No seu e-mail, você também pode fazer essa configuração, buscando por antiphishing ou antimalware.

Pois é, não dá para deixar suas informações desprotegidas, concorda? Além do antiphishing, existem outros métodos que contribuem para sua segurança online! Continue acompanhando e confira dicas para garantir a proteção das suas informações. 😊

Principais dicas para se proteger de phishing

Computador protegido pelo filtro antiphishing

Existem variados antiphishing na internet, escolha um e proteja-se dos ataques cibernéticos.

Informe-se!

Fique atento aos golpes que circulam na internet e mantenha-se informado para não correr riscos sem saber o que está acontecendo. Muitos desses golpes estão na internet e na grande mídia, inclusive, o “Fantástico” já mostrou muitos desses golpes para você ficar atento, você viu?

Confirme se a sua navegação é segura

Verifique sempre os certificados de segurança dos sites e páginas que acessa e sempre desconfie de qualquer movimentação estranha.

Cuidado com  anúncios

Os pop-ups podem ser vetores de phishing que você pode nem perceber, clicando em um “fechar” enorme que te leva para outra página. Por isso, sempre clique no “x” pequeno e, para evitar que isso aconteça, tome sempre muito cuidado e preste atenção nos anúncios. 

Autenticação de dois fatores

Sabia que o e-mail e várias redes sociais possuem autenticação de dois fatores? Ative-a em tudo que seja possível e tome cuidado com as senhas. Evite senhas repetidas, sequenciais ou informações compartilhadas, como utilizar a senha do banco para acessar o e-mail, por exemplo. E não esqueça, se notar qualquer atividade suspeita em qualquer uma das suas contas, mude a senha.

Não esqueça do antiphishing

Mesmo tomando todas as precauções para garantir uma navegação segura, não conseguimos controlar ataques e ações externas, por isso, é fundamental contar com um antiphishing que aja de maneira automática para evitar qualquer ataque e avise sempre que as suas informações estiverem correndo risco

Por mais que você tome cuidado durante a navegação, o antiphishing ainda é a maneira mais eficaz de proteger os seus dados, não deixe para depois! 😉

E aí, você já conhecia o termo? Agora que sabe como funciona, compartilhe esse conteúdo com seus conhecidos para que todos utilizem as medidas de segurança oferecidas pelo antiphishing e não tenham mais suas informações roubadas!

Já sofreu algum ataque phishing ou conhece alguma ferramenta antiphishing? Compartilhe com a gente nos comentários, a All iN ajuda você a proteger sua conta!

(Visited 593 times, 2 visits today)

Sharing is caring!

Tags:, , Última modificação: 3 de março de 2022
Fechar