Escrito por 15:56 Marketing Digital

Seu plano de Marketing vai gerar resultados estratégicos?

O Planejamento de Marketing por incrível que pareça na maioria das empresas é negligenciado ou mal feito, sem foco real nos objetivos estratégicos, o que pode tornar o departamento de Marketing inócuo ou uma área de publicidade sem o viés necessário para atingir as diretrizes da empresa.

Por isso, mais que um cronograma de datas e ações para monitorar o cliente, concorrência, perfil do público, etc., pense também em como esse plano de marketing trará resultados e ponha logo um fim nas métricas de vaidade.

Um dos pontos primordiais para um planejamento que gere resultados é entender qual foi o desempenho do negócio nos últimos 12 meses, ou seja, se você teve indicadores que te demostraram nesse período o desempenho de suas principais metas, ótimo. Do contrário, minha dica é levantar isso antes de qualquer coisa. A partir de então cultive a alimentação desses indicadores.

Se a sua empresa tem um plano estratégico, esteja em consonância com ele e identifique como foi o desempenho desses objetivos no ano anterior e qual indicador deverá medir esse ano. Em tempos de crise é possível que precise focar em aumento de clientes e fidelização.

Outra dica é, defina apenas uma meta alvo e no máximo dois desdobramentos, como por exemplo:

Meta Alvo = Colaborar no aumento de clientes em no mínimo 8%.

Desdobramento 1 = Conquistar ao menos 800 novos leads por mês.

Desdobramento 2 = Aumentar minha presença em mídias off/digital/mídia espontânea em no mínimo 6%.

Pense em 2 desdobramentos que vão te ajudar a conseguir o seu macro objetivo, seja essencialista e foque no que realmente importa.

Legal, mas agora como descobrir quantos por cento de alguma coisa vou colocar como meta de crescimento?

Veja qual é a meta de sua área comercial e analise como poderá ajudá-los, se eles tem uma meta de 10% de aumento, avalie quais recursos você terá para esse desafio: pessoas, investimentos, softwares etc. e só depois defina qual é a sua meta e seu objetivo alvo, mesmo que seus recursos sejam restritos essa definição é importante, também será necessário deixar claro para as outras áreas e para a Direção da organização como o seu planejamento irá colaborar para o resultado geral.

Lembre-se sempre é hora de repensar seus processos, resultados diferentes vem com ações diferentes.

Conforme a organização o Marketing por vezes tem ações comunicacionais, institucionais e nem sempre mercadológicas, porém, seu planejamento precisa convergir para geração de resultados de forma clara, independentemente de sua modalidade de ação.

O Planejamento de Marketing por incrível que pareça na maioria das empresas é negligenciado ou mal feito, sem foco real nos objetivos estratégicos, o que pode tornar o departamento de Marketing inócuo ou uma área de publicidade sem o viés necessário para atingir as diretrizes da empresa.

Por isso, mais que um cronograma de datas e ações para monitorar o cliente, concorrência, perfil do público, etc., pense também em como esse plano de marketing trará resultados e ponha logo um fim nas métricas de vaidade.

Um dos pontos primordiais para um planejamento que gere resultados é entender qual foi o desempenho do negócio nos últimos 12 meses, ou seja, se você teve indicadores que te demostraram nesse período o desempenho de suas principais metas, ótimo. Do contrário, minha dica é levantar isso antes de qualquer coisa. A partir de então cultive a alimentação desses indicadores.

Se a sua empresa tem um plano estratégico, esteja em consonância com ele e identifique como foi o desempenho desses objetivos no ano anterior e qual indicador deverá medir esse ano. Em tempos de crise é possível que precise focar em aumento de clientes e fidelização.

Outra dica é, defina apenas uma meta alvo e no máximo dois desdobramentos, como por exemplo:

Meta Alvo = Colaborar no aumento de clientes em no mínimo 8%.

Desdobramento 1 = Conquistar ao menos 800 novos leads por mês.

Desdobramento 2 = Aumentar minha presença em mídias off/digital/mídia espontânea em no mínimo 6%.

Pense em 2 desdobramentos que vão te ajudar a conseguir o seu macro objetivo, seja essencialista e foque no que realmente importa.

Legal, mas agora como descobrir quantos por cento de alguma coisa vou colocar como meta de crescimento?

Veja qual é a meta de sua área comercial e analise como poderá ajudá-los, se eles tem uma meta de 10% de aumento, avalie quais recursos você terá para esse desafio: pessoas, investimentos, softwares etc. e só depois defina qual é a sua meta e seu objetivo alvo, mesmo que seus recursos sejam restritos essa definição é importante, também será necessário deixar claro para as outras áreas e para a Direção da organização como o seu planejamento irá colaborar para o resultado geral.

Lembre-se sempre é hora de repensar seus processos, resultados diferentes vem com ações diferentes.

Conforme a organização o Marketing por vezes tem ações comunicacionais, institucionais e nem sempre mercadológicas, porém, seu planejamento precisa convergir para geração de resultados de forma clara, independentemente de sua modalidade de ação.

O Planejamento de Marketing por incrível que pareça na maioria das empresas é negligenciado ou mal feito, sem foco real nos objetivos estratégicos, o que pode tornar o departamento de Marketing inócuo ou uma área de publicidade sem o viés necessário para atingir as diretrizes da empresa.

Por isso, mais que um cronograma de datas e ações para monitorar o cliente, concorrência, perfil do público, etc., pense também em como esse plano de marketing trará resultados e ponha logo um fim nas métricas de vaidade.

Um dos pontos primordiais para um planejamento que gere resultados é entender qual foi o desempenho do negócio nos últimos 12 meses, ou seja, se você teve indicadores que te demostraram nesse período o desempenho de suas principais metas, ótimo. Do contrário, minha dica é levantar isso antes de qualquer coisa. A partir de então cultive a alimentação desses indicadores.

Se a sua empresa tem um plano estratégico, esteja em consonância com ele e identifique como foi o desempenho desses objetivos no ano anterior e qual indicador deverá medir esse ano. Em tempos de crise é possível que precise focar em aumento de clientes e fidelização.

Outra dica é, defina apenas uma meta alvo e no máximo dois desdobramentos, como por exemplo:

Meta Alvo = Colaborar no aumento de clientes em no mínimo 8%.

Desdobramento 1 = Conquistar ao menos 800 novos leads por mês.

Desdobramento 2 = Aumentar minha presença em mídias off/digital/mídia espontânea em no mínimo 6%.

Pense em 2 desdobramentos que vão te ajudar a conseguir o seu macro objetivo, seja essencialista e foque no que realmente importa.

Legal, mas agora como descobrir quantos por cento de alguma coisa vou colocar como meta de crescimento?

Veja qual é a meta de sua área comercial e analise como poderá ajudá-los, se eles tem uma meta de 10% de aumento, avalie quais recursos você terá para esse desafio: pessoas, investimentos, softwares etc. e só depois defina qual é a sua meta e seu objetivo alvo, mesmo que seus recursos sejam restritos essa definição é importante, também será necessário deixar claro para as outras áreas e para a Direção da organização como o seu planejamento irá colaborar para o resultado geral.

Lembre-se sempre é hora de repensar seus processos, resultados diferentes vem com ações diferentes.

Conforme a organização o Marketing por vezes tem ações comunicacionais, institucionais e nem sempre mercadológicas, porém, seu planejamento precisa convergir para geração de resultados de forma clara, independentemente de sua modalidade de ação.

Sharing is caring!

(Visited 7 times, 1 visits today)
Última modificação: 30 de outubro de 2020
Fechar
shares