Escrito por 15:33 E-mail Marketing

3 dicas incríveis para escrever textos para e-mail marketing

Você recebe uma pilha de e-mails automatizados diariamente? Já assinou conteúdos que, após recebê-los, você nunca leu? Bem, o mundo do e-mail marketing é um pouco corriqueiro. Mesmo que em algum momento nos disponhamos voluntariamente a receber conteúdo na caixa de entrada, acabamos por ignorar muita coisa. Pior ainda, em outros casos somos bombardeados por mensagens as quais não autorizamos o recebimento, o famigerado spam.

Uma recente pesquisa mundial sobre segurança na internet apresentou dados alarmantes para o Brasil: nosso país só perde para a Alemanha no quesito vítimas de spam. Os internautas brasileiros estão entre os mais afetados pela propaganda indesejada que chega via e-mail, muitas vezes trazendo vírus e links para phishings — páginas fraudulentas que roubam dados do usuário.

Esse estudo nos leva a crer que essa realidade, um tanto quanto hostil para o e-mail marketing, só pode ser contornada por um conteúdo diferenciado, que não seja confundido com o spam de todos os dias.

Com a facilidade de enviar e receber mensagens, essa confusão entre o que é ou não relevante nos leva a selecionar o conteúdo de forma sub consciente ao abrir a caixa entrada. Para resolver esse problema, separamos dicas práticas sobre como criar um e-mail marketing que vai magnetizar a retina dos seus leads. Confira a seguir:

Criar linhas de assunto poderosas

Entre centenas de spams, listas de e-mail e feeds que lotam sua caixa de entrada, certamente você deve ter poupado um ou outro e-mail de ir para a lixeira por causa de uma linha de assunto chamativa.

É que um título que conjugue a pessoalidade com o sentido de urgência, sem deixar de lado o senso de humor, aumenta — e muito — as chances de que o destinatário não resista à curiosidade de abri-lo. Mas também é preciso ficar atento à forma: o recomendado é que uma linha de assunto tenha entre 41 e 70 caracteres, levando também em conta que os dispositivos móveis chegam a exibir até 30 caracteres antes dos seus textos para e-mail marketing serem quebrados.

Percebeu a relevância do título para seu e-mail? Essa etapa não pode ser negligenciada, e precisa ser construída de forma estratégica em suas campanhas. Por isso, listamos boas práticas para garantir a qualidade dos seus assuntos de e-mail:

Pessoalidade

A inclusão do primeiro nome do destinatário (as ferramentas de automação de e-mail marketing dispõem desse recurso), assim como o uso de pronomes de tratamento adequados ao tom da mensagem (você, sr(a)., dr(a).) naturalmente chamam mais atenção — quem é que nunca olhou para um estranho na rua só porque ele chamou alguém com o mesmo nome que o seu?

Senso de urgência ou perda iminente

Desperte no receptor o sentimento de que ele estará perdendo alguma coisa caso não leia o e-mail naquele momento. “Você tem apenas 24 horas para garantir seu desconto”; “Juliana, vai viajar em julho? Este e-mail é pra você”.

Humor e referências da persona

Recorrer ao humor com linhas de assunto inusitadas é uma tática arriscada, mas que pode gerar ótimos resultados. De fato nem todos dispõem de ânimo ao abrir a caixa de entrada, portanto o espírito cômico de sua linha de assunto deve ser criativo e se alinhar às características da persona.

Um exemplo real, que mistura todos esses elementos, é o do guia de restaurantes EaterBoston, que enviou um e-mail às 6:45 da manhã de uma quarta-feira para sua base com o seguinte título: “Aonde beber cerveja exatamente agora”.

Aposte nos números

Números são uma forma excelente de mensurar o valor contido na mensagem. Nem sempre uma oferta de valor é levada a sério, sobretudo quando há incerteza sobre os resultados. O uso de números serve para reduzir essa imprecisão que afasta tantos cliques. Por exemplo,  “Lucas, aumente sua taxa de conversão em 50% ao mês!” ou “Quer ganhar R$100,00 de desconto em sua próxima compra?”.

Escrever frases curtas e chamativas

Seja objetivo no conteúdo de corpo do e-mail. Se você escreve sem um propósito claro, provavelmente o destinatário não terá tempo nem paciência para desvendar o que você quer dele. Portanto, estabeleça se o e-mail é:

  • Uma oferta;
  • Uma promoção;
  • Um desconto;
  • Uma oportunidade;
  • Um convite;

A partir dessa definição (que, com bom-senso, pode incluir mais de um propósito), deixe claro qual ação você deseja que seu destinatário realize. Utilize frases curtas — que favoreçam uma leitura mais rápida — e palavras chamativas, como verbos, advérbios e adjetivos — que realcem o objetivo do e-mail.

Exemplo de um convite/oportunidade

João Carlos,Você já pensou em trocar o seu ramo de atuação por outro bem diferente?

Foi o que eu fiz e colhi excelentes resultados!

Essa é uma história tão interessante que eu aproveitei para gravar um vídeo em que te explico como aconteceu tudo isso.

[Clique aqui para assistir]Espero que seja um ótimo exemplo para quem está insatisfeito com seu emprego atual e quer mudar.

[Clique aqui para saber como eu realizei tudo isso!]Um abraço,

Juca ~ Empolgado ~ Oliveira

Chefe de Marketing da Uniplay

P.S.: Eu também resolvi revelar qual foi o maior erro que cometi e que me impedia de obter melhores resultados.

Vale destacar que o bom e velho “P.S.” (Post Scriptum), utilizado tradicionalmente na carta, ganha outro sentido no e-mail. Além de dar um aspecto intimista à mensagem, ele serve como um Call To Action para outra oferta, post ou landing page. Esse método aumenta a probabilidade da pessoa avançar no funil de vendas ou, numa hipótese menos otimista, manter-se entretida com seu conteúdo ainda que não tenha sido capturada pela proposta inicial.

Por fim, não se esqueça da assinatura, que pode ter um tom descontraído, mas deve deixar claros o nome e o cargo do profissional. Essa transparência é essencial para demonstrar credibilidade, tornar o acabamento da mensagem menos robotizado.

Usar muitos links

Nunca perca de vista o objetivo estratégico do e-mail marketing, que é nutrir sua base de contatos a ponto de transportar os destinatários para uma landing page ou diretamente para a página de produto.

Portanto, não importa se o leitor clicar no link sem ao menos terminar de ler o e-mail: o objetivo foi atingido. Para aumentar as chances de isso ocorrer, é necessário se precaver inserindo links ou botões de CTA ao longo de toda a mensagem, conforme o exemplo acima.

Dessa forma, revisamos as melhores práticas para a qualidade da sua estratégia de e-mail marketing. Entretanto, o feedback do público sempre carrega uma pitada de imprevisibilidade. Por isso, é importante analisar as métricas mais importantes para o seu objetivo, por exemplo: taxa de abertura, taxa de conversão e taxa de rejeição.

Utilize essas informações para formular hipóteses sobre o comportamento da sua persona. O uso de testes A/B permitem deduzir respostas para essas hipóteses e aprofundar a efetividade do seu textos para e-mail marketing.

Lembre-se de que, quando o assunto é e-mail marketing, quem dita o sucesso da fórmula não é você, mas os seus destinatários.

Você está se tornando um expert em e-mail marketing, mas alguns pontos podem ser melhorados. Para sua estratégia ficar completa, confira este post sobre fluxo de nutrição!

Sharing is caring!

(Visited 10 times, 1 visits today)
Última modificação: 30 de outubro de 2020
Fechar
shares