Escrito por 09:00 Estratégias

Marketing de varejo na Black Friday: saiba como funciona

O marketing de varejo contribui ativamente para aumentar as vendas, o reconhecimento de marca e a fidelização dos usuários nos comércios varejistas, através de um conjunto de ações, estratégias e promoções de vendas, tanto on, quanto offline. 

E isso é só o começo dos benefícios do marketing de varejo, quer saber como a estratégia funciona a fundo e saber como ela pode contribuir na Black Friday do seu negócio? Então vem com a gente conferir mais um conteúdo exclusivo da All in.

Afinal, o que é Marketing de varejo?

O marketing de varejo é uma das muitas estratégias que tem como foco aumentar o reconhecimento de marca, melhorar as vendas e, claro, fidelizar seus clientes através de um conjunto de ações pensadas para conversar diretamente com o seu público-alvo. 

Os seus grandes diferenciais são explorar as especificidades do mercado varejista e colocar o cliente no centro da estratégia, tornando o produto/serviço quase um coadjuvante, uma ferramenta para o usuário satisfazer sua necessidade/desejo/dor.

Ilustração de uma pessoa em frente a uma tela grande, observando produtos online. Introduz o conteúdo de Marketing de varejo

O varejo tem o cliente como protagonista de suas estratégias!

Com isso, quando bem aplicado, o marketing de varejo se torna um aliado poderoso dos comerciantes, atraindo, conversando e convertendo diretamente o consumidor final e o shopper, além de otimizar a experiência do cliente e trabalhar diretamente na fidelização do usuário.

Vale lembrar que o usuário pode ser apenas um shopper, ou seja, comprar um produto mas não ser consumidor dele ou pode ser ambos. 

Mix de marketing

Se você já ouviu falar dos 4P ‘s, fique ligado que agora é a hora que eles entram em ação. Se ainda não conhece o termo, aprenda agora! 

O mix de marketing que traz preço, produto, praça e promoção se une aqui há alguns outros componentes para tornar o marketing de varejo uma estratégia completa e efetiva que mapeia as principais necessidades do negócio para atender públicos distintos. 

Quer saber como? Aprofunde-se em cada um desses atributos e adeque nossas dicas para a realidade da sua marca.

Produto

Os produtos são a base de qualquer varejista, pensando nisso, qual a personalidade do seu comércio? Você se apoiará na variedade de produtos ou na profundidade das opções? 

É preciso analisar o que é mais viável para o seu negócio: ser conhecido por ter tudo e ganhar na quantidade ou atingir públicos específicos que são mais propensos a serem leais ao seu negócio? 

Ilustração de uma mulher deitada em uma poltrona, com seu celular em mãos observando produtos online

Uma marca pode ser conhecida por motivos diferentes sobre seus produtos.

Aqui, não há certo ou errado, tudo depende da sua especialidade, objetivos, nicho e possibilidades dentro da sua realidade. Estude o seu mercado e entenda qual é a melhor opção para o seu público.

Preço

O preço é um dos pilares do marketing de varejo, já que normalmente, é através dele que o público-alvo é definido e atingido. Pense na política de preço do seu negócio como um todo, considere como cobrir as despesas, contar com uma margem de lucro viável e ser atrativo para o consumidor. 

Vale lembrar que atrativo não é sinônimo de mais barato, você pode ter um produto premium que atrai pelo valor agregado, preços especiais entre sazonalidades – como na Black Friday e, claro, preços competitivos, considerando os demais varejistas do seu nicho.

Praça

Outro ponto fundamental a se considerar! A praça determina o perfil do público, realidade econômica, presença da concorrência, possibilidades logísticas, entre outros aspectos. 

Aqui deve-se considerar a localização macro (país, estado e cidade), afinal, se você está em Macapá, dificilmente conseguirá cobrar os mesmos valores praticados em Brasília, por exemplo. E também a localização micro (bairro, rua, avenidas próximas), o que te ajudará a entender a realidade econômica daquele local, classe predominante, presença da concorrência e como é a acessibilidade ao seu negócio.

Comunicação

Como você comunicará seu negócio? Aqui, começamos a nos aprofundar na estratégia e prática do marketing de varejo. 

No PDV, você pode apostar em uma comunicação clean, objetiva, atrativa e vendedora. Enquanto no digital, as possibilidades são quase infinitas: site, redes sociais, blog, mídia de performance, marketing de influência e de conteúdo, entre outras estratégias que podem te ajudar a compor a comunicação do marketing de varejo do seu negócio. Mas lembre-se de estabelecer uma harmonia entre físico e digital para o cliente reconhecer sua marca!

Apresentação

Para ser atrativo, tanto on, quanto offline, é preciso ter uma boa apresentação. Você pode pensar em como dispõe os produtos no PDV, a organização das seções, do estoque, se o consumidor tem um espaço aconchegante, iluminação, música e até as cores do ambiente são itens a serem considerados aqui. 

E no digital também, viu? Ninguém se aprofunda em um e-commerce bagunçado: é preciso ser intuitivo, objetivo e funcional! A premissa de organização e facilidade na busca se aplica ao dois mundos (on e off) e pode contribuir – e muito – com a experiência de compra do usuário.

Ilustração de duas pessoas observando roupas bem expostas na vitrine

Um bom layout, digital ou físico, faz toda diferença no impacto da experiência do cliente!

Atendimento

O último ponto é talvez um dos mais importantes. Afinal, você pode praticar todos os anteriores, mas se o seu atendimento não for de qualidade, não há negociação: você perde o cliente! 

A experiência de compra é muito pautada pelo atendimento, por isso, é imprescindível investir em um time capacitado – o que, normalmente, pode-se considerar o básico. Então vá além: disponibilize opções de atendimento ao consumidor, tenha um suporte consultivo, prestativo, disponível e empático, aposte em uma comunicação íntegra e que esteja, de fato, presente para o cliente.

Black Friday: a oportunidade de um boom nas vendas

A Black Friday já é um grande sucesso sazonal para os consumidores e no marketing de varejo não é diferente! Varejistas de todo o país, portes e nichos aguardam pela data com a promessa de mais vendas e clientes satisfeitos com as promoções oferecidas na data.

Associe esse boom de vendas com o grande diferencial do marketing de varejo, o foco no cliente, e colha resultados impressionantes nas duas frentes.

Ah, não esqueça que um dos grandes trunfos de datas sazonais como a Black Friday são a compra por impulso e o uso dos gatilhos mentais, como urgência e escassez, logo, existem diversas estratégias que você pode implementar para alcançar o usuário e convertê-lo. Conheça algumas (bem) relevantes:

Incremente o digital em sua estratégia

A loja física é eficiente e não há como contestar isso, o pdv está vivíssimo! Mas também precisamos levar em consideração a grande ascensão do digital, principalmente impulsionado pela pandemia. 

A transformação digital tornou-se uma estratégia necessária para quem precisava continuar existindo e tem ganhando cada vez mais relevância em praticamente todos os nichos e mercados – segundo pesquisa da All in em parceria com a Opinion Box, mais de 70% dos consumidores tinham intenção de comprar pelos sites das lojas em 2020 e novamente em 2021. 

Ilustração de uma mulher navegando por um ecommerce

A presença digital se torna cada dia mais importante!

Pensando nisso, você sabe quais práticas são vistas como diferenciais no mundo conectado? Espia aqui!

Big data

As informações que chegam por todo o lado para o seu negócio, podem ser usadas de forma inteligente, analisando o que funcionou, ajudando na previsibilidade de hábitos de consumo e gerando insights para você sair na frente da concorrência. 

O big data prevê que os dados coletados e armazenados na nuvem devem ser minuciosamente analisados para estabelecer padrões e ajudar a entender sua persona profundamente. Sabe aquele filme sugerido na Netflix? Big data! Como você pode implementar a estratégia para gerar melhores resultados em seu negócio?

Machine Learning

Também conhecida como “aprendizado da máquina”, o machine learning se baseia na capacidade dos computadores em criar padrões e estabelecer seu próprio mood, de acordo com as informações recebidas. 

Pensando na quantidade de informações valiosas que as máquinas recebem, é possível otimizar processos e tornar os próximos passos mais previsíveis de forma automatizada – diminuindo, inclusive, custos, erros humanos e projeções baseadas no famoso ‘feeling’. Aqui, a inteligência artificial é aplicada na vida real para trazer resultados ainda melhores para o seu negócio!

Colocando em prática

As opções são muitas, mas é realmente possível colocar tantos aprendizados em prática no marketing de varejo? Claro que é! 

Agora que você já tem os principais pontos para desenvolver uma estratégia diferenciada e eficiente no marketing de varejo, é hora de “ver pra crer” e entender como as estratégias que falamos aqui funcionam na vida real. Sim, separamos exemplos para comprovar, dá uma olhada.

Ilustração de pessoa comprando, ao lado de um carrinho (físico) mas consultando o celular/notebook (digital)

O digital e o físico podem andar lado a lado para uma experiência omnichannel!

Grupo Pão de Açúcar

Se você é cliente do Grupo Pão de Açúcar deve ter o aplicativo deles instalado; e se não é, provavelmente já ouviu falar, né? Através do app, o grupo consegue enviar ofertas personalizadas e em tempo real para os clientes. E o melhor: baseado no histórico de compras e preferências pessoais. 

Sim, as estratégias que mencionamos aqui sendo utilizadas de forma inteligente e eficiente; e há quem diga que não para por aí, hein? Já existe, inclusive, a ideia de transformar o pagamento através do aplicativo, evitando assim o uso de cartões nos mercados do grupo. É transformação digital que você quer?

Marisa

E a All in também coloca essas estratégias em prática. Com a Marisa, grande varejista de roupas femininas, foi usado o Behavior, baseado em campanhas comportamentais, aumentando a duração da sessão em 70%, quando comparado ao e-mail marketing tradicional, e a conversão em 74%. 

Além disso, as marcas apostaram também no app da loja com a solução de dados comportamentais para personalização. Em um teste de três meses, vimos o engajamento aumentar em 31% e a varejista crescer a receita do canal em mais de 30%. Não é mágica, é inteligência estratégica aplicada e focada no consumidor! Quer ver como? Clique aqui!

Conte com a All in

Quer implementar a personalização no marketing de varejo e oferecer a melhor experiência de compra possível para o seu usuário? Aposte em soluções voltadas ao marketing inteligente e à análise de dados, invista na All in. Estamos esperando o seu contato.

Clique e descubra uma boa estratégia para aumentar o engajamento das campanhas

(Visited 222 times, 1 visits today)

Sharing is caring!

Última modificação: 9 de setembro de 2022
Fechar