Escrito por 10:40 Comportamento, Estratégias, Marketing Digital

A inteligência analítica e como utilizá-la a favor dos negócios.

Se você ainda não sabe a importância dos dados para um negócio, prepare-se para entrar no time dos que “amam dados”. Isso porque os profissionais têm percebido a importância dessas informações na construção das marcas e, principalmente, aprendido a utilizá-los de forma valiosa para o negócio.

Afinal, além de obter esses dados, é preciso saber como analisá-los, entender quais são os insights úteis para a empresa e aplicá-los de forma benéfica. E é isso que vamos entender utilizando o conceito de inteligência analítica.

Você está pronto para mergulhar nesse mundo? Vem com a gente!

O que é inteligência analítica?

O conceito tem como base um passo fundamental para qualquer negócio: a análise detalhada das informações que recebe. 

Você já pensou na quantidade de informações geradas na internet diariamente? Todas essas informações são úteis para alguma empresa. Por exemplo, o Google quer saber sobre o que as pessoas estão buscando, o Youtube quer conhecer os seus gostos musicais para oferecer conteúdos relacionados, e assim por diante.

Mas como esses dados são gerados? É nesse momento que entra a inteligência analítica. Milhares de dados brutos são gerados a todo segundo e o conceito utiliza-os para transformá-los em informações preciosas para as empresas.

Então vamos pensar em um exemplo mais próximo a nossa realidade: o seu site recebe 700 visitas por dia. Teoricamente isso são só números, certo?

Mas quando você trabalha com a inteligência analítica consegue analisar esses números e entender: quem são essas pessoas, o dispositivo que usaram para acessar certa página, entre outras informações.

Essa é a mágica da inteligência analítica: transformar dados que, até então, pareciam irrelevantes, em verdadeiras fontes de conhecimento.

Por que a inteligência analítica é importante? 

Se você entendeu o funcionamento do conceito, muito provavelmente já conseguiu perceber a importância da inteligência analítica no funcionamento dos processos de uma empresa.

É através dela que o negócio tem insumos para tomada de decisões estratégicas mais assertivas. Isso porque o processo vai muito além de apenas coletar ou armazenar informações. A inteligência analítica visa analisar os dados e é aí que entra a importância dela.

Vamos separar essa análise em 3 momentos:

imagem em vetor sobre organização em inteligência analíticaOrganização: você só conseguirá entender os dados se eles estiverem organizados, concorda? Uma boa opção é trabalhar com a catalogação desses dados, por exemplo. Do contrário, eles serão apenas muitas informações reunidas, sem um propósito ou sentido;

 

imagem em vetor sobre visualização em inteligência analítica

Visualização: depois de organizar essas informações, é hora de entender como elas serão visualizadas: gráficos, planilhas, imagens. Para isso, pergunte-se: como encontrará os padrões e relações?;

 

imagem em vetor sobre insights em inteligência analíticaInsights: depois disso, é hora de entender como e quais os insights esses dados vão proporcionar para o seu negócio. Esse estágio é fundamental. Uma boa análise de dados começa com as perguntas certas e a escolha de métricas capazes de medir esses resultados.

 

Quem são as pessoas que visitam o meu site? O que elas procuram; quais produtos estão vendendo bem e quais precisam de uma ajuda extra, como uma promoção ou condição especial, por exemplo. Todas essas respostas virão através dessa análise detalhada dos dados coletados – o que só é possível com a inteligência analítica.

Quais as vantagens de se usar inteligência analítica?

Além dos benefícios explícitos, vamos conferir outras vantagens de implementar a inteligência analítica em seu negócio:

1 – Entender a sua persona

imagem em vetor de pequenos icons ilustrando as personas que precisam ser traçadas quando pensamos em inteligência analítica

Impactar o público-alvo correto é o básico em qualquer estratégia de marketing, por isso, usar a inteligência analítica é o melhor caminho.

Como dissemos até aqui, a inteligência analítica te ajuda a entender os dados que são coletados. Ou seja: através dela é possível obter as informações sobre como a sua persona chega até o negócio. Por exemplo: as páginas mais visitadas, as buscas no site, o que foi adicionado no carrinho

Neste caso, ferramentas como o BTG são uma solução interessante, já que conseguem captar o comportamento do usuário dentro do e-commerce, gerando dados valiosos e facilitando as atuações estratégicas de negócio, permitindo que você desenhe uma comunicação direcionada para cada etapa do funil.  

Assim, é possível reunir esses dados em uma plataforma que possibilite enxergar padrões e facilitar a ter insights para a segmentação do público e de campanhas. Para além disso, com a inteligência de dados é possível construir personas com bases nesses dados reais.

2 – Previsibilidade 

Sabendo quem é a sua persona e o que ela procura, você consegue também ter um processo mais previsível. Suponhamos que você trabalha com roupas femininas e notou que as usuárias têm procurado por acessórios, como bolsas, por exemplo. Analisando essas informações, você consegue se antecipar aos pedidos dos seus consumidores e assim saber o que eles estão buscando, o que diminui a chance de receber reclamações sobre a falta do produto ou até mesmo perder aquela consumidora para a concorrência.

3 – Otimização de processos

Você já pensou quanto tempo e recursos pode economizar utilizando um conceito mais estratégico, como a inteligência analítica? Os processos de logística, marketing, vendas e análises serão extremamente mais assertivos e eficazes, diminuindo também a chance de riscos desnecessários e erros que podem ser evitados.

4 – Controle dos dados

Contra dados não há argumentos, certo? Implementando a inteligência analítica você terá total controle sobre tudo que gira em torno do seu negócio.

5 – Melhorias e crescimento constantes 

Se você tem todos os dados que precisa, consegue buscar seus resultados de maneira mais assertiva, promovendo assim melhorias contínuas no negócio. Uma meta que antes era vender o dobro pode se tornar um número real, baseado no histórico de performance do seu negócio, por exemplo. 

Isso porque com os dados em mãos, você consegue ter informações precisas do que está acontecendo e tem um melhor embasamento para tomar suas próximas atitudes.

Segundo um estudo da Forrester (empresa norte-americana de pesquisas de mercado), de 2018, empresas que constroem estratégias e buscam por insights gerados por dados, crescem mais de 30% ano. A previsão também é positiva: esses negócios podem faturar cerca de US$1,8 trilhão até 2021.  

E olha que esses são só alguns benefícios de trabalhar com um conceito tão completo e estratégico. 

Além disso, é importante entender como essa inteligência analítica será empregada: você terá um time focado apenas em dados, com uma ferramenta específica para ajudá-lo nesse processo? Quanto você pretende investir no sucesso da sua empresa?

A jornada de compra e a inteligência analítica

Até agora falamos sobre dados e como a inteligência analítica pode ser usada a favor do seu negócio, e  você pode estar se perguntando: qual a relação entre a inteligência analítica e a jornada de compra?

A gente te explica! Primeiro, é preciso ter em mente que o consumidor online é, de certa forma, indeciso. É o que mostra um relatório do E-commerce Radar, quando pontua que cerca de 98% dos usuários que chegam a uma loja virtual não estão prontos para comprar

Num primeiro momento, você pode pensar que todos os seus esforços com a inteligência analítica foram em vão, mas não é verdade. Isso porque a jornada de compra não é algo que ocorre de forma linear.

Um usuário que encontrou sua marca em alguma campanha de rede social pode adicionar produtos ao carrinho apenas para ter uma noção de quanto sairá o frete, sem intenção de realizar a compra. 

O contrário também pode acontecer e um novo usuário encontrar uma das campanhas e realizar o pedido. Ou pode estar apenas avaliando valores em comparação com a concorrência.

Ou seja: não é porque o usuário é um novo visitante que irá fechar a compra. Mas surge aqui uma oportunidade: garantir que ele se conecte com sua marca e mantenha um relacionamento, até que ele esteja pronto para efetuar a conversão. E, para isso, você precisa compreender as particularidades de cada etapa da jornada de compra. Dessa forma, fica mais fácil identificar  em qual delas está o seu consumidor e delimitar qual será sua comunicação de acordo com as necessidades dele naquele momento. 

E a inteligência analítica?

Atualmente, existem plataformas capazes de mapear o comportamento do consumidor quando ele navega no site/e-commerce, entregando insights para que você possa otimizar suas campanhas e sua estratégia de comunicação com o usuário.

Ferramentas gratuitas, como o Google Analytics, organizam um grande volume de dados e permitem mapeamentos profundos do negócio. A plataforma de engajamento da Social Miner, une Inteligência Artificial e recursos de humanização para ajudar marcas na captação e integração de dados a fim de  entender em qual etapa da jornada a pessoa está e entregar, automaticamente,  campanhas mais personalizadas.

Vale lembrar ainda que a jornada de compra não para quando ocorre a conversão. Pelo contrário, é preciso manter seu cliente  próximo à sua marca, através de comunicações humanizadas e, dessa forma, trabalhar a retenção

Esse processo se chama looping de fidelidade. Nele, o consumidor acaba pulando algumas etapas da jornada de compra, indo direto a sua marca para uma nova compra, por já estar fidelizado.

Além disso, quando se fideliza um cliente, você tem mais previsibilidade e sustentabilidade. Afinal, conquistar um novo cliente pode custar até 5 vezes mais do que manter contato com aqueles que já estão com sua marca. Manter essa parcela de clientes conectada com sua marca com vantagens especiais é uma boa estratégia, fazendo com que se sintam valorizados e garantindo, assim, a fidelização.

Viu como é importante trabalhar com a inteligência analítica? Sem ela, você teria apenas um amontoado de dados sem função alguma.  Então bora ajudar o seu time de marketing e vendas? 

Conte com a gente! 

(Visited 1.292 times, 2 visits today)

Sharing is caring!

Última modificação: 13 de abril de 2021
Fechar