Mulher com expressão de dúvida curiosa para entender o que é branded content

Escrito por 09:00 Estratégias

O que é Branded Content?

O branded content ou “conteúdo de marca” é uma estratégia relativamente nova no marketing digital, mas que tem ganhado cada vez mais força. Apesar da fama recente, o conceito já atua como categoria no Festival Cannes Lions e tem sido utilizado por grandes marcas, tornando-se um dos grandes pilares das estratégias de marketing digital.

Basicamente, o conteúdo de marca visa entregar conteúdo útil, relevante e de qualidade sobre uma marca, conversando diretamente com os interesses do público-alvo. Nesse contexto, as marcas deixam de ser associadas somente a vendas e anúncios e passam a ser detentoras de informação e entretenimento, de acordo com a realidade de cada uma.

Se interessou pelo conceito? Então continue com a gente, entenda como funciona o branded content e como a estratégia pode contribuir para o seu negócio. 😉

Como o Branded Content começou?

Pessoa com expressão de dúvida, curiosa para saber a história do branded content

Quer implementar o branded content com eficiência na sua marca? Então cola na All iN que a gente te ajuda!

O termo branded content surgiu em 2001, através das séries de filmes curta metragens “The Hire”. Os filmes possuíam cerca de dez minutos e mostravam os valores relacionados à BMW – ou seja, ao invés de adotarem os tradicionais comerciais de 30 segundos falando sobre o produto, a empresa apostou em um storytelling criativo para relacionar às histórias ao produto

Neste ano, a empresa registrou um crescimento de 12,5% nas vendas em relação ao ano anterior, e seguiu crescendo pelos dois anos seguintes. 

Daí em diante, o conceito começou a ser usado nas comunicações offline, mas ganhou força com a ascensão do digital, ressaltando a importância da comunicação próxima, humanizada e construtiva com a audiência.

Descobriu-se então que a estratégia é flexível e pode ser adaptada para diferentes formatos, além de navegar entre a publicidade, o entretenimento e a informação, desde que seja relevante (anota aí que essa é a grande palavra-chave do branded content 😉).

Quais os efeitos de um Branded Content bem aplicado?

Para dar início a essa conversa, é preciso entender que o grande beneficiário do branded content é o cliente. Se você pensou em implementar a estratégia só focando em seu negócio, é hora de rever esse conceito, afinal, o usuário é o grande astro, quando falamos da necessidade de otimizar o conteúdo da marca.

Por que? Porque o branded content tem o objetivo de humanizar a marca, de atrair, criar relações, ensinar, entreter e ser relevante para o usuário e, consequentemente, os retornos benéficos desse relacionamento são da empresa.

Quer ver alguns exemplos de como a estratégia funciona na prática? A campanha “Real Beleza” da Dove, por exemplo, é um ótimo exemplo de um branded content bem aplicado. 

Os filmes representavam o modo como as mulheres se viam, tocando em pontos sensíveis, como os padrões de beleza impostos pela sociedade. Percebeu que não mencionamos a marca Dove? Exatamente! Esse é o papel do branded content, gerar relevância através da comunicação, nesse caso, com sensibilidade e grande relevância. Assista o vídeo e relembre essa campanha!

Você consegue pensar em outras empresas que aplicam o branded content com maestria? A gente te ajuda, dê uma procurada no Netflix, Lego, Red Bull e Coca-Cola, por exemplo. As comunicações dessas marcas vendem experiências, entretenimento, emoção e o produto é inserido dentro desse contexto – você já viu alguma propaganda da Coca-Cola dizendo para o público comprar a bebida? E como ela é a marca de refrigerantes mais consumida no mundo

Sacou a relevância da estratégia? O público mudou e as estratégias precisam se atualizar para acompanhar a nova era do consumidor, e o branded content já passou por essa modernização. 

Branded content x Marketing de conteúdo

Homem com expressão de dúvida para saber a diferença entre branded content e marketing de conteúdo.

Implementar o branded content garante que os usuários conheçam a mensagem e os ideais da sua marca e possam se identificar com ela.

Você que chegou até aqui, pode estar pensando: mas tudo isso não é marketing de conteúdo? E nós te respondemos: não. O branded content e o marketing de conteúdo utilizam as mesmas ferramentas, mas não são a mesma coisa.

O branded content refere-se ao conteúdo de marca: posicionamento, divulgação, propósitos e etc. Tudo relacionado a mensagem que a marca quer passar, não o que ela quer vender.

Já no marketing de conteúdo, trabalhar o posicionamento da marca pode ser um objetivo, mas não é o único. Nessa estratégia você pode trabalhar paralelamente com engajamento, geração de leads, alcance, fidelização de clientes, educação do público sobre o seu nicho, obtenção de informações sobre sua audiência e exercício de uma influência direta sobre as vendas.

Basicamente, o branded content trabalha o posicionamento e o valor da marca, ou seja, como o público enxerga a empresa, os sentimentos que ela desperta na audiência, etc. 

Já o marketing de conteúdo, trabalha primordialmente com o funil de vendas, ou seja, todas as ações têm como foco ultrapassar cada etapa do funil: atrair, converter e fidelizar. Deu para perceber a diferença?

É importante ressaltar que as estratégias não são concorrentes e nem existe uma melhor que a outra, elas podem ser vistas como complementares: uma investindo no branding e outra no engajamento e conversão.

Branded content na prática

Agora que você entendeu a estratégia e as diferenças entre o branded content e o marketing de conteúdo, é hora de começar a estruturar o que é preciso para colocar o conteúdo da marca em prática. Você está pronto? Então confira os pontos principais:

1 – Estude a sua marca

Parece óbvio, mas não é. Para implementar o branded content, você precisa ter um conhecimento profundo sobre a marca: quem ela é, quais são valores, propósitos, missão, visão, objetivos, etc. Esse passo é imprescindível porque só assim você saberá o que a empresa quer comunicar para o público, o que ela representa.

2 – Entenda o seu público

Depois de se aprofundar na marca, é hora de conhecer o público. A pessoa com quem você está falando é aquela com a qual você quer falar? Quais tipos de conteúdo o seu público mais consome? O que gera interesse, desperta curiosidade e o que emociona essas pessoas? Como a sua marca pode atingi-las de maneira natural? Lembre-se que o usuário está no centro da estratégia, então você precisa conhecê-lo para além de geolocalização e gênero.

3 – Analise os canais

Onde esse público está? O que você pode adaptar na sua comunicação para conversar com a sua persona? Você deve usar redes sociais, vídeos, propaganda de TV, e-books ou curta-metragens? As possibilidades são muitas e devem ser definidas de acordo com os interesses do seu público. Lembre-se disso!

Esses são os 3 primeiros passos para começar a estruturar a estratégia de branded content em seu negócio. Aliás, se pudéssemos te dar uma dica bônus, seria: conte com a ajuda de uma ferramenta especializada para criar todos os processos baseados em dados reais, nada de achismos e suposições. 

O seu negócio está preparado para investir no branded content? Compartilhe suas percepções com a gente nos comentários e não esqueça que você pode sempre contar com a AlliN para implementar soluções digitais e inteligência estratégia em seu negócio. Então clique no banner e veja como podemos te ajudar! 👇

(Visited 69 times, 1 visits today)

Sharing is caring!

Última modificação: 3 de março de 2022
Fechar