Escrito por 13:03 Marketing Digital

O que é Big Data, para que serve e o futuro do varejo!

O que é Big Data, para que serve e o futuro do varejo!

Se você trabalha com marketing, com certeza já sabe como é importante reunir, armazenar, analisar, entender e tratar a maior quantidade de dados possíveis dos seus clientes, certo? 

Afinal, é assim que você consegue estabelecer contato, criar campanhas e encaminhá-lo para a aquisição de um produto ou serviço da sua empresa. 

Pensando nisso, já cogitou a possibilidade de facilitar a sua vida e se preparar para o futuro do varejo com a análise e interpretação de milhares de dados provenientes de centenas de fontes? 

A revolução do mercado digital está acontecendo e o Big Data é uma das promessas que promete contribuir com essa transformação. 

O seu negócio está atualizado para acompanhar a tendência? Neste artigo, você saberá o que é o Big Data, como implementá-lo e o seu funcionamento no varejo!

O que é Big Data?

O Big Data é um conjunto de técnicas que permitem analisar imensas quantidades de dados para gerar importantes resultados, um recurso muito utilizado pelos profissionais de T.I (tecnologia da informação). 

Estamos falando de uma tecnologia robusta de processamento, armazenamento e tratamento de dados, que podem ou não ter relação entre si. Por isso, para entender mais o que é Big Data, precisamos entender também como ele é executado.

Como funciona o Big Data?

O que é Big Data, para que serve e o futuro do varejo!

A tecnologia do Big Data permite que diversos dados sejam analisados, independente da fonte pela qual vieram.

Imagine que a todo momento em que usuários navegam pela internet, eles deixam rastros em tudo o que acessam e, de acordo com a necessidade, qualquer coisa pode ser analisada. Esses rastros são os dados que serão coletados de posts no Facebook, tweets, vídeos e assim por diante. 

Para entender um pouco melhor, veja as seguintes estatísticas:

  • De acordo com o Slash Gear, o Facebook gera mais de 500TB em dados a cada 24 horas. São cerca de 300 milhões de novas fotos postadas e 2,7 bilhões de “curtir” diariamente. A empresa ainda armazena, acessa e analisa mais de 50 petabytes de informações de seus usuários;
  • De acordo com o blog oficial do YouTube, todos os dias, 1 bilhão de horas em vídeos são acessados na plataforma. Para colocarmos em perspectiva seriam necessários 100 mil anos para ver o que os usuários consomem em um dia.
  • De acordo com o Twitter Marketing, mais de 500 milhões de mensagens são enviadas pelo Twitter por dia, com uma média de 5.700 TPS (Tweets por segundo), o recorde é de 143.199 TPS.

Apenas olhando essas informações, você consegue mensurar a quantidade de dados gerada por minuto no mundo digital?

Aqui, é possível acompanhar em tempo real todas as movimentações das redes sociais mais utilizadas e ter um panorama da rapidez com que essa imensa quantidade de dados é gerada. 

O que é Big Data, para que serve e o futuro do varejo!

O Big Data de fato revolucionou o mundo e o Marketing se adaptou à tendência. Nesse cenário, o futuro do varejo é promissor!

Pensando nisso e com a intenção de facilitar a utilização desses dados, a tecnologia se inseriu no mercado digital, projetando em um novo futuro para o varejo. Isso porque ela consegue lidar com um grande volume de dados, em tempo recorde e com variedade, seja de diferentes fontes ou de conteúdos. 

Os 3 Vs do Big Data

O conceito de 3 Vs empregado no Big Data forma pilares que permitem acessar praticamente todos os dados públicos gerados na internet. Entenda melhor quais são esses 3 Vs:

O que é Big Data, para que serve e o futuro do varejo!

Os 3 Vs são a base que compõe o Big Data e um depende igualmente do outro.

1. Velocidade

A tecnologia permite que transações bancárias, cálculo de valor de compra, mensagens de redes sociais e outros diversos dados sejam analisados em instantes. Como você já percebeu, tudo acontece muito rápido no mundo digital e, com o Big Data, mais rápido ainda.

Se você visse uma imagem de uma rodovia há 20 minutos atrás e nela não houvesse nenhum carro passando, você a atravessaria agora? Esperamos que não! Essa é a importância da velocidade na coleta de dados. No mundo digital, as coisas mudam em segundos! 

2. Volume

Você se lembra das estatísticas que trouxemos anteriormente? Agora, que tal olharmos para o gigante Google?

Segundo o Internet Live Stats, o Google rastreia mais de 20 bilhões de sites diariamente, armazenando 100 petabytes em dados. O motor de busca ainda registra uma média de 77.440 pesquisas por segundo e 3,5 bilhões por dia, sendo que 15% dessas buscas nunca foram feitas antes.

E mais, estima-se que em 2020, 40.026 Exabytes de informações sejam geradas na internet. Para suportar essa quantidade de dados, é preciso contar com a capacidade do Big Data, que armazena todo esse volume em vários locais.

3. Variedade

Com o grande volume de dados, temos também uma grande variedade de informações. As redes sociais são um grande exemplo dessa dispersão, devido às suas próprias individualidades. Ainda assim, é possível coletar, tratar e analisar a variedade de dados em e-mails, vídeos, áudios, transações, fotografias e muito mais.

O Big Data proporciona que os dados não estruturados sejam administrados junto com os dados tradicionais. Ou seja, tanto aquelas informações que possuem um padrão ou formato (txt, XML), quanto os que não possuem formato padronizados.

E a variedade não para por aí! 

Vamos a analogia da cebola: Imagine que cada dado possui diferentes camadas, e a cada camada retirada, mais profundo e específico ele fica. Essa segmentação pode ser feita de diferentes maneiras:

  • Páginas acessadas;
  • Comportamento na página (onde, quando e o que foi clicado);
  • Preenchimento de formulários;
  • Data e horário de acesso.
  • Localização;
  • Tipo de dispositivo usado;

Graças aos 3 Vs do Big Data, as análises são cada vez mais robustas e assertivas. 

O que é Big Data, para que serve e o futuro do varejo!

Graças aos 3 Vs do Big Data, as análises são cada vez mais robustas e assertivas.

Depois da grande onda de fake news, foram pensados mais 2 Vs para o Big Data, como solução para a problemática: a veracidade e o valor. Em breve, com o avanço da tecnologia, esses serão fatores decisivos para escolha de dados.

Quem trabalha com Big Data?

Os profissionais dessa área precisam, antes de tudo, conhecer profundamente a empresa para a qual vão trabalhar, ter conhecimentos de programação, análise de dados e ter noções estatísticas aplicada a dados.

Além disso, a organização é uma qualidade indispensável para quem trabalha ou pretende entrar na carreira. Entender o volume de dados recebidos e manter as ferramentas otimizadas não é uma tarefa fácil. 

O mercado está em constante mudança, apresentando a tecnologia para facilitar a vida de empresas e profissionais, além de ajudar a reduzir custos, tempo de trabalho e proporcionar uma experiência melhor e mais completa para o cliente, o que certamente vai revolucionar o futuro do varejo.

Big Data no varejo

Hoje, qualquer estratégia de marketing efetiva precisa levar o Big Data em consideração. 

Como falamos até aqui, milhares de dados são gerados todos os dias espontaneamente por seus visitantes, leads e clientes. E é por isso que o futuro do varejo é brilhante. 

Quanto mais dados você tiver sobre o seu consumidor, mais fácil será para estabelecer contato, mostrar seus produtos e serviços para as pessoas interessadas e converter um público altamente segmentado para o seu negócio.

Confira os benefícios de implementar o Big Data no varejo e prepare-se para a revolução digital:

1. Conhecer o público

Com a variedade de dados que recebe, você pode conhecer melhor o seu público e criar ações assertivas para atingi-los. A tecnologia permite que você crie campanhas altamente segmentadas de acordo com os interesses e características dos seus clientes.

2. Monitoramento ágil

A quantidade de dados possibilita um monitoramento de KPIs muito mais fácil, claro e objetivo. Além disso, monitorando o Big Data no varejo, também é possível ter insights constantes sobre seu público e o mercado.

3. Previsão e prevenção

Analisando os consumidores, seus interesses e hábitos de consumo, você consegue fazer previsões mais assertivas sobre estoque, vendas, lucros e prevenir-se contra qualquer imprevisto, tornando o seu negócio mais seguro e confortável.

4. Ação e reação

Levando em consideração que você consegue prever os próximos passos e prevenir-se de incidentes, é possível agir e reagir mais rapidamente para fazer mudanças, correções e atualizações, caso sejam necessárias. 

O Big Data no varejo permite acompanhar o andamento das operações em tempo real, além de proporcionar uma análise mais completa, profunda e ampla da operação.

5. Recursos

Prevendo as variáveis do seu negócio, sendo mais assertivo do contato até a conversão de clientes, analisando a operação de forma ampla e recebendo insights a todo momento, você consegue poupar recursos e direcioná-los de forma muito mais inteligente.

Além disso, também consegue reduzir o tempo gasto pela equipe em diversas etapas do processo de conhecimento do cliente, fazendo com que o foco seja sempre proporcionar uma experiência incrível para o consumidor, trabalhando na fidelização de clientes, conforme é esperado para o futuro do varejo.

É importante dizer que existe uma parcela dos profissionais de marketing que preferem não aderir a tecnologia por acharem que o investimento é muito alto, que a demora no retorno do investimento (ROI) é excessiva ou até por receio com a privacidade de seus clientes. 

Entretanto, essa é uma questão que precisa ser analisada com a sua equipe para medir os prós e contras de implementar o conceito em sua estratégia e aplicá-lo em seu tipo de negócio. 

Sempre observe, analise, discuta com a equipe, faça testes e veja qual é a melhor opção para a sua marca e, principalmente, para a melhorar a experiência dos seus clientes.

Se você se interessou pela tecnologia e quer entender mais, existem centenas de ferramentas que realizam esse trabalho e até mesmo cursos sobre a área. Ainda assim, é importante lembrar que quem define as tendências desse mundo de dados ainda é o mercado americano.

Por isso, vale ficar de olho nas atualizações e novidades que são lançadas por lá.

O que é Big Data, para que serve e o futuro do varejo!

Ao que tudo indica, o futuro do varejo será repleto de dados, informações e conexão com o consumidor. 

Curtiu saber mais sobre as inovações de mercado, o futuro do varejo e entender o que é Big Data, como funciona e como implementá-lo em sua estratégia? 

Aproveite para manter-se sempre atualizado com as tendências de marketing, acompanhando nosso blog

E se tiver alguma dúvida sobre ferramentas de marketing de relacionamento omnichannel, coleta de dados e análises estratégicas, entre em contato com a All iN.

 

Sharing is caring!

(Visited 30 times, 1 visits today)
Última modificação: 4 de janeiro de 2021
Fechar
shares