Mercado e-commerce: 5 segmentos em alta nos próximos anos - All iN

Mercado e-commerce: 5 segmentos em alta nos próximos anos

Se alguém perguntar quais são os segmentos em alta para os próximos anos, você saberia responder? É provável que tenha alguma ideia dos que fazem a diferença, mas talvez ainda desconheça os setores que realmente são tendência.

Esse assunto é bastante importante e pesquisado por diversas entidades, como o Sebrae. Isso porque, por meio desse conhecimento, é possível definir os mercados em que se deve investir. Afinal, o que todo mundo deseja é aumentar as vendas, e as tendências e nichos com maior procura são aqueles que devem apresentar melhor resultado.

Ao mesmo tempo, os estudos consideram diversos fatores, como renda, situação econômica e política, possibilidade de expansão de cada mercado etc. É assim que são produzidos os relatórios, como Os Negócios Promissores em 2018, do Sebrae.

Neste post reunimos os 5 principais segmentos que estão em alta.

Então, aproveite e conheça os segmentos que estarão em evidência nos próximos anos.

  1. Alimentação 

Esse segmento costuma ser um dos últimos a apresentar queda em períodos de crise e um dos primeiros a se recuperar após problemas econômicos. Além disso, há vários nichos que estão se destacando, como o da alimentação saudável.

Nesse caso, o incentivo é a busca por melhor qualidade de vida. Essa característica permite que um público grande e variado seja atingido, com diferentes faixas etárias, profissões, localizações e renda.

A dica para se dar bem nesse ramo é investir em produtos de qualidade e aproveitar as variedades existentes, como a busca por alimentos naturais, proteicos, sem glúten ou lactose etc. No entanto, as refeições do estilo fast-food e a famosa comida caseira continuam com um público fiel.

O importante aqui é construir uma identidade para a sua marca e manter-se nessa linha. No caso de um e-commerce, também é importante apostar em um sistema de delivery rápido e eficiente, para garantir retorno e satisfação dos clientes.

Algumas ideias interessantes são: marmitas saudáveis, saladas no pote, salgados variados do estilo finger foods, bolos no pote, sanduíches e mais.

  1. Vestuário e calçados

A moda é um conceito, mais que uma necessidade. Por isso, esse é um nicho de mercado interessante e de longo alcance. Com o e-commerce, as possibilidades são variadas, porque é possível oferecer preços atrativos e produtos diferenciados, que são dificilmente encontrados em lojas físicas.

Perceba que o custo reduzido do comércio eletrônico é um grande aliado nesse momento, já que assim sua empresa consegue oferecer um valor mais baixo por item. Além disso, vale a pena investir em um bom atendimento e disponibilizar os produtos desejados pelos clientes.

Nesse segmento, os personalizados também estão em alta. Você pode customizar chinelos, camisetas, shorts, blusinhas e mais uma série de itens. Assim, consegue agregar valor ao produto e deixar o cliente mais satisfeito e fidelizado.

Outra dica é tentar atender a uma demanda em aberto, caso das pessoas com numeração de calçado muito grande ou pequena. A dificuldade que elas têm de encontrar o que precisam em uma loja física pode fazer o seu e-commerce se sobressair.

  1. Serviços pessoais e personalizados

Muitos e-commerces apresentam resultados positivos com esse tipo de oferta. A proposta é oferecer um serviço especializado para atender a uma necessidade existente. Perceba que, nesse caso, é desnecessário vincular o serviço a um produto. O objetivo aqui é outro.

Algumas ideias são:

  • serviços de instalação de ar-condicionado;
  • limpeza de residências e empresas;
  • consultorias variadas;
  • coaching;
  • assistência técnica.

As possibilidades são muito variadas e devem ser condizentes com o que você gosta.

Para o cliente, o trabalho é acessar o site e realizar a contratação, agendando o horário e o local de execução da tarefa. Você também pode aliar o serviço a outra tendência. Por exemplo: o personal trainer pode ofertar seu trabalho no e-commerce e aproveitar a busca por qualidade de vida e bem-estar.

  1. Informática e tecnologia

A venda de equipamentos eletrônicos e dispositivos tecnológicos é outra boa pedida para investir em uma loja virtual. Conforme dados do TecMundo sobre a Black Friday em 2017, esses itens foram um dos mais procurados pelos consumidores.

Vale a pena citar aqui os games, que têm menor relevância em número de vendas, mas um público fiel que realiza compras recorrentes — e, por isso, pode fazer os resultados do seu comércio eletrônico alavancarem. Ainda existem os acessórios, caso de fones de ouvido, teclados, câmeras etc.

O cuidado necessário é a atenção aos lançamentos, já que esse segmento muda o tempo todo. Assim, a chance de sua empresa ficar para trás são altas. Por outro lado, os produtos têm valor mais alto, o que exige uma descrição bastante detalhada e boas imagens para atrair os consumidores.

Para se destacar é preciso gerar valor ao comprador, oferecendo a solução desejada e realizando um pós-venda relevante. Esse atendimento diferenciado é essencial para fidelizar o cliente.

  1. Produtos de beleza

Esse é outro segmento que apresenta bons resultados, inclusive em períodos de crise. A movimentação financeira é bastante elevada, e o número de vendas também. O diferencial do e-commerce, nesse caso, é a variedade de produtos e marcas, além da alta procura.

O aspecto que se destaca é o custo-benefício, já que é fácil procurar novas alternativas ou adquirir o item em uma loja física.

O que normalmente deve ser feito é buscar um público específico com grande demanda. Por exemplo: muito oferecem produtos para queda de cabelo e cremes antirrugas. Esses itens ajudam a melhorar a autoestima do cliente e são uma solução bastante específica, que atende uma necessidade predeterminada.

Quer saber mais sobre as soluções da All iN? Acesse nosso site!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *