Escrito por 15:44 E-mail Marketing

E-mail marketing mobile: mais do que adaptação, um desafio estratégico

Em 2013, a estratégia mobile será determinante para o sucesso das campanhas.

O e-mail está cada dia mais móvel, mostra uma pesquisa recente da DMA – Direct Marketing Association. Mas até aí, nenhuma novidade. Com a expansão do mercado de smartphones e tabletes era nítido que essa tendência iria se concretizar. Mas se isso parece tão evidente, por que, no Brasil, esse mercado ainda é tão pouco explorado pelo o e-mail marketing? Vemos que a maioria das empresas ainda não direcionam campanhas específicas à essas tecnologias.
Em 2013, a estratégia mobile será determinante para o sucesso das campanhas. Até mesmo pela correria do dia-a-dia, as mensagens estão deixando de ser vistas em desktops e notebooks, por isso, a tendência é que as pessoas utilizem, cada vez mais, seus dispositivos móveis também para visualizar os e-mails.
Recentemente, no Internet Retailer e no Shop.Org (Chicago) tive oportunidade de entender como grandes varejistas de todo o mundo estão tratando o e-mail marketing.
Lá, o varejo já compreendeu que o e-mail é uma potente arma de relacionamento e não pode mais ser tratado como uma simples ferramenta de comunicação em massa. Se o e-mail marketing, como o conhecemos, ainda precisa de muita atenção com a personalização, com o ser diferente sem criar uma overdose de informações, ter foco, atenção, e ainda em como encantar esse cliente, imagine então o quanto temos que repensar nossas ações para mobile?
Assim, não se trata apenas de adaptar-se ao momento, mas sim de saber aproveitar novas oportunidades de abordagem deste consumidor. Tenha em mente que o e-mail marketing móvel tem que ser desenvolvido para esta finalidade e não apenas ajustado.
As configurações técnicas de dimensão, abertura, visualização precisam ser pensadas de maneira exclusiva, bem como as estratégias e os conteúdos devem ser diferenciados pelos usuários via browser. Por exemplo: ofereça um link “versão mobile” no layout tradicional. A partir do momento em que o usuário clicar nesta opção, é que a versão otimizada será disponibilizada.
Se, até este momento temos um mercado que se adapta à mobilidade conforme surgem as demandas, o crescimento das aberturas via mobile é fato!
A taxa de abertura de e-mails em smartphones e tablets, que no final de 2010 era de apenas 13%, saltou para 36% neste ano. A conclusão é da Knotice, empresa de gerenciamento de dados on-line com base em Akron, no estado americano de Ohio. Em seu estudo, ela avaliou 807 milhões de e-mails disparados por empresas de 11 setores dos Estados Unidos.

Fonte: Knotic – Gráfico mostra a evolução da leitura de e-mail por dispositivos móveis desde 2010

Design e conteúdo das campanhas de e-mail marketing também serão impactados por esta tendência. Vejamos algumas dicas para que você não erre na hora de criar seu HTML:
1-    Pensando em design, escolha sempre o mais simples. O importante é que a mensagem seja transmitida. Cuidado com as imagens e links. Muitos elementos  podem acabar “irritando” os usuários. Por isso, enxugue as informações ao máximo. Lembre-se sempre que a tela de um dispositivo móvel é menor que a de um computador.
2-    Foque no lead!. Coloque o  conteúdo mais relevante  logo no topo da mensagem. Logotipos e Banners acabam se tornando secundários.
3-    As fontes utilizadas também são muito importantes. Deixe os textos legíveis e atenção porque detalhes como a distância do usuário em relação à tela de um mobile devem ser levados em conta já que se ele estiver andando na rua a visualização é diferente de quando ele está parado. Certifique-se de que a leitura será limpa de qualquer forma.
Mantenha o básico em mente: personalização e conhecimento sobre os hábitos de seus clientes são indispensáveis. E não se esqueça: Monitore sempre o crescimento de suas aberturas em mobile!
Por Victor Popper, CEO da All In.

(Visited 59 times, 1 visits today)

Sharing is caring!

Última modificação: 30 de outubro de 2020
Fechar