Escrito por 11:21 E-commerce, Estratégias, Marketing Cloud

4 passos para planejar sua operação de e-mail marketing



Sem dúvida o e-mail marketing é uma das mídias com mais necessidade de conteúdo técnico para quem trabalha com isso, pois não basta ter promoções competitivas, boas condições de pagamento e frete, se o e-mail não chegar na caixa principal do usuário.

strategy-re
É comum vermos no mercado operadores de e-mail marketing que s
e preocupam apenas com aberturas, cliques e conversão, porém o que vem antes disso é tão importante quanto. Daí a necessidade de ter um conhecimento técnico mais profundo.
Para iniciar sua operação de e-mail marketing é fundamental levar em consideração diversos fatores. Separamos os 4 principais e explicamos abaixo:
1. Conhecimento técnico
Um dos grandes desafios, é entregar seus e-mails na caixa de entrada do usuário. Para que isso aconteça é necessário um olho clínico sobre entregabilidade e sobre as métricas utilizadas pelos principais ISPs (Internet Service Provider) para entregar seus e-mails na caixa principal. Essa equação trará bons resultados para suas campanhas de e-mail marketing. Algumas métricas são pontos em comuns entre os ISPs, como o engajamento da base com os e-mails, baixa taxa de bounce rate, servidores principais corretamente configurados (Dkim, Cname e SPF) e claro opção de opt-in, é fundamental que a base impactada esteja ciente que receberá e-mails da sua empresa.
2. Ferramenta de disparo
Mas não basta apenas conhecimento técnico. Sua ferramenta de disparo também precisa lhe oferecer a estrutura adequada para disparos dentro das regras de e-mail marketing, chamadas Boas Práticas além de opções que facilitem seu dia-a-dia, otimizando processos e criando alternativas para fazer e-mails mais segmentados e com base no comportamento do usuário em seu site ou Ecommerce. A plataforma da All In foi criada com base no dia-a-dia do profissional que irá fazer a operação e gestão do e-mail marketing de sua empresa. Trazendo relatórios completos, com os importantes KPIs como taxa de abertura, clique, mapas de calor, bounces, desinscrições e muito mais. Além disso conta com o módulo BTG360 que possibilita planejar campanhas baseadas no comportamento do seus clientes em seus canais. Ações como Carrinho Abandonado, Recompra, interesse por categoria são facilmente criados na ferramenta. A integração de dados é feita via GTM (Google Tag Manager) facilitando o processo e lhe trazendo muitos dados para criar e-mails mais assertivos.
3. Criação
Outro ponto muito importante é a criação. Não basta apenas você criar uma arte bonita no PhotoShop ou em programas de manipulação de imagem. A construção do HTML é hoje fundamental não só para que seus e-mails cheguem na caixa de entrada do usuário, mas também para que a experiência do leitor seja muito satisfatória. Por isso, hoje em dia, é importante criar layouts responsivos, que se adaptem a diferentes devices como pc, tablets e smartphones. Os Smartphones, em especial, estão a cada dia ganhando uma fatia maior da visualizações de e-mails. Muitos destes, são visualizados via APP nativos do sistema do Smartphone ou por APP do próprio ISP, caso do Gmail. Talvez neste cenário multi devices, o maior desafio seja otimizar as imagens para sejam leves e atrativas, uma vez que muitas vezes o acesso via mobile é com conexão lenta.
4. Análise
Por último, mas não menos importante falaremos da análise dos relatórios. Muitos dizem que o trabalho de e-mail marketing começa depois do disparo, uma vez que você usa os resultados anteriores para fazer melhorias futuras. Informações como % de Abertura, Cliques, Opt-out, Bounces, SpamTraps, entre outros, são métricas fundamentais a analisar. Cada KPI citado, existe uma análise que pode ser feita e uma ação a ser tomada. E-mails com baixa abertura, por exemplo, podem estar com assuntos pouco atrativos ou com algum problema de entregabilidade. Já os e-mails com poucos cliques, podem estar com imagens muito pesada, pouco atrativas, sem call to action ou também com preços e condições pouco competitivos. Por isso #FicaADica: não analise apenas seus números de vendas, é importante se planejar e fazer testes. Pense sempre que existe um funil, que inicia com a quantidade de pessoas que você faz o disparo, passa pela entrega destes e-mails, aberturas, cliques, e depois vem seu site, tempo de carregamento, condições de pagamento, produtos com informações mínimas necessárias à mostra, pois só depois de tudo isso uma venda pode ser realizada. Se você faz e-mails sem foco direto de venda, sua análise só terá menos pontos, mas é fundamental otimizar base, abertura e cliques, pois com isso mais pessoas visualizarão seu conteúdo.
Esses são apenas 4 dos principais passos para considerar ao montar uma campanha de e-mail marketing. Acompanhe nosso blog para saber mais dicas e conte conosco para otimizar seus resultados.

(Visited 60 times, 1 visits today)

Sharing is caring!

Última modificação: 30 de outubro de 2020
Fechar