Mobile + comércio. Como o m-commerce está mudando o jeito de fazer negócios - All iN

Mobile + comércio. Como o m-commerce está mudando o jeito de fazer negócios

Sacola de compras em uma mão e o smartphone na outra. Compradores estão cada vez mais recorrendo ao mobile para fazer pesquisas, comparar preços e até mesmo, efetuar compras. Hoje em dia, 45% das jornadas de compras passam pelo mobile e quando falamos de pessoas mais jovens, entre 20 a 30 anos, este número aumenta para 57%. Quase metade desse público espera comprar mais pelo smartphone nos próximos anos.

Para esses consumidores, não se trata apenas da experiência no mobile, mas também em ter uma experiência única em todos os canais que ele visitar durante o processo de compra. O Facebook IQ contratou a GfK para conduzir uma pesquisa com mais de 2.400 consumidores que já tivessem procurado e comprado online nas categorias de moda, eletrônicos, itens para casa, eletrodomésticos e beleza, e que tivessem usado mais de um dispositivo como celulares, tablets, computadores e lojas físicas.

Foi percebido que o m-commerce oferece às marcas a oportunidade de serem mais ousadas, dinâmicas, adaptáveis e construir modelo de negócios para o futuro.

O “m-factor” está em ascensão

O consumidor do m-commerce considera a internet como importante fonte de inspiração quando falamos em descobrir novos produtos e novas marcas. Esses compradores entendem que smartphones e tablets oferecem conveniência e flexibilidade na hora de comprar online: 56% dizem que fizeram a compra no mobile porque já estavam usando-o, enquanto 55% dizem que utilizam esse canal porque conseguem comprar em qualquer lugar e a qualquer momento.

Além disso, 60% desse público dizem que passaram a comprar mais em seus smartphones em 2016 e 64% estão fazendo mais pesquisas nesse canal.

O Mobile também está se tornando um grande aliado para lojas físicas. 61% dos consumidores omni-channel querem usar mais seus smartphones enquanto estão nas lojas. A maioria dos compradores preferem comprar em lojas físicas, mesmo que tenham procurado pelo produto, visto rankings e reviews online, apenas 46% finalizaram a compra no mundo virtual. Daqueles que compararam preços, 36% finalizaram a compra em seus mobiles e 51% realizaram a busca do produto, dentro da própria loja física.

O mobile poderia melhorar

Na pesquisa também analisamos porque esses consumidores escolhem outros canais e onde o m-commerce pode ser melhorado, e descobrimos que existe espaço para que as marcas melhorem as experiências de navegação e compra, reascendendo a magia de estar e uma loja no mobile.

Dentre os motivos citados como razões para não finalizar a compra via mobile estão que os consumidores acham mais fácil usar telas maiores de computadores ao invés do mobile, outros gostam da experiência de comprar em lojas físicas e ser capaz de tocar o produto antes de comprar. Outro quesito também mencionado está relacionado ao frete que ainda é considerado caro, além de não quererem esperar pelo produto.

Para criar uma experiência única, as empresas precisam entender o que leva um cliente a comprar online ou offline.

mobilefb

O que isso significa para o marketing?

Esse perfil de comprador busca por boas experiências em todos os tipos de devices, mas principalmente no mobile. 70% dessas pessoas dizem que a usabilidade desses sites mobiles e app pode ser improvisada e 71% dizem o mesmo sobre a transação de pagamento. As marcas que quiserem alcançar esse público, precisam focar em eliminar as barreiras que impedem as pessoas de finalizarem as compras via celular ou mobile, como, por exemplo, torna mais fácil a inserção de dados de pagamento, oferecer múltiplas opções de frete e permitir que o usuário finalize a transação sem precisar baixar nenhum app.

Crie uma experiência única: 54% dos entrevistados dizem que dão preferência para lojas que facilitam a compra por meio de canais diferentes. Quanto mais normal se torna a integração entre compras online e off-line, mais as marcas deveriam investir em deixar a experiência online tão agradável quanto a das lojas físicas.

Não subestime o impacto do mobile: analisar o funil de compras separadamente por canais – mobile X desktop X offline – não reflete fielmente o modo como o mundo está mudando. A ascensão do m-commerce oferece às marcas a chance de reescrever as regras do sucesso, desde que se adaptem às mudanças e construam um modelo de negócios para o futuro.

Guie seus consumidores do desejo à compra: dê às pessoas o que elas querem em um layout para o canal que ela está. As empresas podem usar o poder da personalização para ajudar pessoas a descobrirem o conteúdo, produto e serviços que são mais relevantes para eles.

Dê importância para o layout: já que estamos cada vez mais visuais no mobile, com fotos, emojis, stickers e vídeos, as marcas precisão repensar a forma de apresentar os detalhes dos produtos, precisa ser algo impactante, mas ao mesmo tempo e amigável para telas pequenas.

 

Fonte: http://insights.fb.com/2016/02/04/the-m-factor-for-todays-omni-channel-shoppers/

Traduzido por Taís Rui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *