E-commerce de moda: conheça estratégias para vender mais - All iN

E-commerce de moda: conheça estratégias para vender mais

Nem todos os segmentos do mercado devem ser tratados da mesma maneira. Quando digo isso, me refiro aos métodos utilizados para o desenvolvimento de distribuição e publicidade de uma marca. Por isso, separamos aqui o que realmente é estratégico para vender mais no seu e-commerce de moda.

Engana-se, por exemplo, quem pense que para ter uma marca bem-sucedida é preciso estar em todas as redes sociais, pelo contrário, antes de querer estar em todos os lugares, é preciso conhecer seu cliente. O comércio de moda é um exemplo disso.

As maiores razões para o sucesso do e-commerce de moda estão relacionadas aos investimentos em marketing e ao planejamento correto para o posicionamento junto ao mercado e público-alvo.

Continue lendo esse artigo, além de dicas sobre qual as melhores redes sociais (e como utilizá-las de forma estrategicamente assertiva), falaremos de outras estratégias de marketing para e-commerce de moda que devem ser consideradas para elevar as suas vendas.

Escolhendo as redes sociais certas para o e-commerce de moda (e Marketplaces)

Não é à toa que a maioria dos negócios querem marcar presença nas redes sociais. A facilidade, baixo custo e o poder de alcance que essas plataformas possuem são os grandes atrativos para os e-commerces.

Mas, tratando de e-commerce de moda, não adianta investir tempo e dinheiro em todas as redes sociais que existem, priorize e se dedique aquelas mais relevantes para esse segmento, ou seja, as que destaquem as imagens. Eu poderia citar várias aqui, mas o que queremos é que você invista naquilo que realmente promete um bom retorno. São elas:

  • Instagram:

Para dimensionar o impacto que essa rede social representa, o Brasil é considerado a segunda maior comunidade do Instagram do mundo. Ao todo, são 300 milhões de usuários ativos que compartilham cerca de 70 milhões de fotos e vídeos por dia.

O Instagram é mais focado na construção do relacionamento entre os usuários e a marca, por isso é importante que seja feito um trabalho de engajamento. Como é um canal que permite a interação das pessoas por meio de comentários, é preciso retribuir essa atenção. Esse espaço não está lá à toa, aproveite para criar proximidade com quem demonstrou interesse pela sua marca.

A imagem é algo que cada vez mais desperta facilmente o desejo dos consumidores, assim como uma boa descrição do produto. Agora, junte essas duas coisas e verá seu Instagram bombar!

Não se esqueça de usar #hashtags. Sem exagerar, aplique na sua publicação aquelas que são mais relevantes de acordo com o segmento de moda. Elas farão com que sua foto seja vista sempre que procurarem a palavra usada na hashtag.

Dica: use no mínimo uma e no máximo quatro hashtags por publicação.

  • Pinterest:

Imagine uma lista de desejos, agora insira ela no mundo virtual: esse é o Pinterest. Uma plataforma social que permite aos usuários criarem catálogos de imagens e grupos diversos. Por exemplo, uma pessoa pode reunir um conjunto de links de peças ou looks que despertaram seu interesse. Essas coleções são chamadas de “boards” e cada link é chamado de “pin”.

Vale lembrar que para o e-commerce de moda isso se torna facilitado pelo fato de o Pinterest “pinar” toda a página de venda do produto e não apenas a foto. Com isso, basta clicar na imagem no Pinterest para o usuário ser direcionado exatamente para a página da sua empresa onde aquele determinado produto está disponível para ser vendido.

Mas isso tudo não é garantia de sucesso se o conteúdo não for bem pensado antes. No segmento de moda é imprescindível a dedicação com a imagem do produto. Como depende basicamente da aprovação visual do consumidor, esse fator é determinante para a decisão de compra (como veremos mais para frente nesse post).

  • Marketplaces:

São mercados online que oferecem oportunidade de crescimento das suas vendas por meio da integração junto a outras lojas. Mas estude bem qual a melhor plataforma para incluir sua marca. Se você for, por exemplo, uma marca de luxo, então considere se juntar a lojas de departamento de luxo online. Se for de roupas infantis, procure um marketplace voltado ao segmento infantil.

Marketplaces oferecem a oportunidade de expor a sua marca para novos grupos, obtendo mais visibilidade de um público já disposto a comprar.

A importância da imagem para o e-commerce de moda

No e-commerce de moda, boas fotos do vestuário são imprescindíveis para chamar a atenção das pessoas. Então, para fazer sucesso nas redes sociais que indicamos, na sua própria loja virtual e até mesmo em marketplaces, é preciso investir na imagem.

Tirar fotos de roupas pode ser trabalhoso. Muitos devem compartilhar da frustação de não conseguir controlar sombras, reflexos, entre outros detalhes persistentes. De fato, uma imagem fala mais do que mil palavras, por isso é preciso tirar fotos atraentes para fazer com que a pessoa que esteja vendo determinada roupa deseje tê-la. Aqui você vai aprender como tirar fotos de roupas para sua loja virtual.

Certifique-se de manter a identidade da sua marca em cada fotografia. Evite tirar fotos, por exemplo, com agências diferentes, pois cada uma terá uma visão e formas distintas de trabalhar, e pode ter certeza, isso fica bem nítido, de tal maneira que será difícil a identificação da sua marca quando ela for vista em diferentes canais. Tenha um estilo único!

Influenciadores ajudam a aumentar as vendas no e-commerce de moda

A ideia aqui é alinhar os valores e o estilo da sua marca e público-alvo com os principais influenciadores que têm a capacidade de instigar o público de potenciais compradores de seus produtos.

  • Planeje uma lista de influenciadores que contenha blogueiros, modelos do Instagram, celebridades, músicos, vloggers e quaisquer outras figuras públicas com uma relevância social significativa ou audiência online.
  • Enquanto pequenos influenciadores podem ser facilmente acessíveis, influenciadores maiores podem ser acessados através de seus agentes ou por referências. Mas tudo isso depende das suas condições e ambições no mercado.
  • Sua missão é fazer com que esses influenciadores vistam as roupas da sua marca, compartilheme também mencionema sua marca para o público.

Se bem executado, o vídeo oferece oportunidades e exposição significativa para a marca do seu e-commerce de moda, assim alcançando seu público-alvo.

Alguns exemplos de vídeos de influenciadores:

Ou então arrisque em vídeos Lookbook. Assim, os influenciadores literalmente desfilam com sua marca:

Divulgue seu e-commerce de moda em feiras e eventos

Eventos são uma boa oportunidade para inserir sua empresa no ramo da moda. É onde você poderá conquistar novos clientes e coletar dados para alimentar seu mailing list para posteriores contatos.

Outra consequência positiva é construir novas relações no meio. Além disso, é uma oportunidade de conhecer melhor seus concorrentes diretos, saber como estão atuando e ver de perto seus produtos.

Fonte: https://www.mandae.com.br/blog/ecommerce-de-moda-conheca-estrategias-para-vender-mais/

10 thoughts on “E-commerce de moda: conheça estratégias para vender mais

  1. Concordo totalmente com este artigo escrito pela MANDAE, a importância das escolha das redes sociais certas e o marketplace, assim também como é essencial a divulgação do e-commerce em feiras de modas eventos e coisas do gênero.

    1. Impotador com sucesso, todos esses pontos juntos com certeza ajudam no alcance dos melhores resultados! Que bom que gostou, continue acompanhando nosso blog! Abraços.

  2. Simplesmente fantásticas estás dicas da MANDAE, vou aplicá-las em uma de minhas lojas de e-commerce para ver os resultados, tenho certeza que os resultados viram com o tempo, obrigado pelo artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *